Inserção econômica de Minas Gerais: uma análise estrutural

Autores

  • Eduardo Amaral Haddad
  • Fernando Salgueiro Perobelli
  • Raul Antonio Cristóvão dos Santos

Palavras-chave:

insumo-produto, economia

Resumo

Verificar a interdependência na estrutura produtiva do Estado de Minas Gerais e do resto do Brasil é o objetivo principal deste trabalho. Para tal, utiliza-se como base de dados a matriz inter-regional de insumo-produto Minas Gerais/resto do Brasil, 1996 (BDMG, FIPE/USP, 2001) em sua versão modificada para 40 setores produtivos (Haddad e Domingues, 2003). A medida de interdependência setorial foi calculada através do método de extração hipotética (Dietzenbacher et al., 1993). A fim de capturar a dependência de Minas Gerais e do resto da economia brasileira em relação ao resto do mundo, o setor externo foi extraído do vetor de demanda final e incorporado à matriz de transações intersetoriais.

Downloads

Publicado

2009-06-03

Como Citar

HADDAD, E. A.; PEROBELLI, F. S.; SANTOS, R. A. C. dos. Inserção econômica de Minas Gerais: uma análise estrutural. Nova Economia, [S. l.], v. 15, n. 2, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/451. Acesso em: 28 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)