Fragilização de grandes bancos no início do Plano Real

Autores

  • Carlos Eduardo Carvalho
  • Giuliano Contento de Oliveira

Palavras-chave:

Quebra de bancos, Plano Real, bancos e inflação, Banco Econômico, Banco Nacional, Bamerindus.

Resumo

A quebra de três grandes bancos privados no início do Plano Real (Econômico, Nacional e Bamerindus) tem sido atribuída ao aumento rápido e intenso dos empréstimos a partir da queda da inflação.Os dados dos balanços dos três bancos, contudo, mostram aumento do crédito nulo ou muito reduzido a partir de julho de 1994. O artigo defende que os problemas dos três bancos eram anteriores e foram agravados pela dificuldade de reagir ao cenário criado pela queda da inflação e pela política econômica restritiva do início de 1995.

Downloads

Publicado

2009-05-28

Como Citar

CARVALHO, C. E.; OLIVEIRA, G. C. de. Fragilização de grandes bancos no início do Plano Real. Nova Economia, [S. l.], v. 12, n. 1, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/394. Acesso em: 24 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares