Dinâmica da polarização da oferta de trabalho familiar no Brasil urbano

Autores

Resumo

Resumo

O artigo explora diferentes dimensões da oferta de trabalho familiar no Brasil em sua relação com as mudanças dos arranjos familiares. Especificamente, a dinâmica da polarização da oferta de trabalho familiar entre 1993 e 2015 no Brasil urbano é investigada utilizando os microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). São estimados os fatores de risco associados à maior probabilidade individual de viver em uma família sem trabalho a partir de regressões logísticas multinomiais, para as chances de estar numa família em que: nenhum adulto trabalha, ou todos os adultos trabalham, ou somente uma fração dos adultos trabalha. Os resultados apontam que a composição das famílias é determinante na complexidade dos agregados familiares sem trabalho, estando as razões de dependência infantil e de idosos das famílias diretamente relacionadas com riscos crescentes de estar numa família sem trabalho ao longo dos anos, sobretudo para as mulheres.

 

Palavras-chave: oferta de trabalho, estruturas familiares, polarização, Brasil.

Códigos JEL: J20; J12; C35.

Downloads

Publicado

2021-07-19

Como Citar

BRITO, D. J. M. de; OLIVEIRA, A. M. H. C. de . . Dinâmica da polarização da oferta de trabalho familiar no Brasil urbano. Nova Economia, [S. l.], v. 31, n. 1, p. 185-216, 2021. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/5741. Acesso em: 17 set. 2021.

Edição

Seção

Números Regulares