Avaliação de políticas de combate à pobreza no Brasil: aplicação do método de Controle Sintético Generalizado para o Fecop no Ceará

Autores

Resumo

Resumo

O objetivo deste artigo é estimar o impacto da criação do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (FECOP), em 2003, sobre indicadores de pobreza no Ceará. A aplicação empírica diferencia-se pelo uso do método de Controle Sintético Generalizado, recentemente desenvolvido por Xu (2017). Com dados em nível estadual para o período de 1981 a 2014, os resultados indicam um impacto estatisticamente significativo do FECOP sobre a redução da pobreza e extrema pobreza no Ceará a partir de 2008. Adicionalmente, realizou-se uma análise comparativa dos estados utilizados na simulação do controle sintético com o Ceará, no que diz respeito ao número e valor total de benefícios do Programa Bolsa Família. O intuito é apresentar evidências de que os efeitos encontrados não estão sendo afetados pelos repasses do programa federal.

Palavras-chave: Controle Sintético Generalizado, pobreza, Fundo Estadual de Combate à Pobreza.

Códigos JEL: C13, C21, I32

Downloads

Publicado

2021-07-19

Como Citar

SILVA, V. H. M. C.; MARIANO, F. Z.; CAMPÊLO, G. L.; FRANÇA, N. C. de; FRANÇA, J. M. S. de; FIRMIANO, M. R. Avaliação de políticas de combate à pobreza no Brasil: aplicação do método de Controle Sintético Generalizado para o Fecop no Ceará. Nova Economia, [S. l.], v. 31, n. 1, p. 273-302, 2021. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/5449. Acesso em: 5 ago. 2021.

Edição

Seção

Números Regulares

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)