Liberalização e desregulamentação bancária: motivações, conseqüências e adaptações

Autores

  • Marcos Roberto Vasconcelos
  • Eduardo Strachman
  • José Ricardo Fucidji

Palavras-chave:

setor bancário, reestruturação, regulação.

Resumo

Ao longo das últimas duas décadas ocorreu acentuado processo de liberalização e desregulamentação financeira em quase todos os países. Tal processo tanto motivou quanto impulsionou transformações na própria dinâmica concorrencial bancária. Com isso, vários países da OCDE alteraram suas práticas regulatórias e prudenciais relacionadas com o mercado bancário a fim de torná-las mais adequadas ao novo ambiente concorrencial. Em contraste, países em desenvolvimento muitas vezes iniciaram e aprofundaram a liberalização e desregulamentação financeira sem antes fortalecer o marco de regulamentação bancária, modificando-o. O objetivo deste artigo é delinear alguns aspectos de tal modificação, ressaltando conseqüências já observadas nos países nos quais ela mais avançou e as adaptações das políticas de regulação do setor bancário diante deste quadro.

Downloads

Publicado

2009-05-29

Como Citar

VASCONCELOS, M. R.; STRACHMAN, E.; FUCIDJI, J. R. Liberalização e desregulamentação bancária: motivações, conseqüências e adaptações. Nova Economia, [S. l.], v. 13, n. 1, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/411. Acesso em: 24 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares