CONTABILIDADE SOCIETÁRIA X CONTABILIDADE REGULATÓRIA: VALUE RELEVANCE DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS DO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO

Autores

  • Marília Paranaíba Ferreira Universidade Federal de Santa Catarina
  • Alex Mussoi Ribeiro Universidade Federal de Santa Catarina
  • Jackelline Ferreira Cordeiro Milhomem Universidade Federal de Goiás
  • Carlos Henrique Silva do Carmo Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.22561/cvr.v32i2.6297

Palavras-chave:

Value Relevance, Contabilidade Societária, Contabilidade Regulatória, Setor Elétrico

Resumo

Nas empresas do setor de energia elétrica as demonstrações contábeis devem ser apresentadas conforme a Contabilidade Societária e a Contabilidade Regulatória. Sendo assim, esta pesquisa objetiva verificar, entre o modelo contábil societário e regulatório, qual melhor explica a variação do preço das ações das companhias elétricas brasileiras no período entre 2011 e 2018. As informações foram coletadas na base de dados da Economatica® e no sítio eletrônico da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). A análise foi feita por meio de regressões múltiplas com dados em painel e os modelos foram estimados com base na metodologia de Collins, Maydew e Weiss (1997), desenvolvida a partir de Ohlson (1995). Os resultados apontaram que o modelo societário apresenta poder explicativo superior (R² de 65,39%) em comparação ao modelo regulatório (R² de 58,96), portanto não se rejeita a hipótese de pesquisa levantada de que as informações contábeis societárias são mais relevantes para os investidores em relação às informações contábeis regulatórias. Além disso, a análise adicional indicou que, ao segregar o período de investigação em 2011-2014 (período anterior à vigência da Orientação Técnica do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (OCPC) 08) e em 2015-2018 (período posterior à vigência da OCPC 08), no anterior somente as informações contábeis regulatórias foram estatisticamente significativas e no posterior o modelo societário (R² de 73,37%) denotou maior relevância em relação ao modelo regulatório (R² de 65,41%). Essa maior relevância pode estar atrelada ao fato de que enquanto as demonstrações contábeis societárias têm como base os princípios, as demonstrações contábeis regulatórias do setor elétrico se fundamentam em regras fiscais e tarifárias específicas.

Biografia do Autor

Marília Paranaíba Ferreira, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda em Contabilidade pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Alex Mussoi Ribeiro, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (USP). Professor do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Jackelline Ferreira Cordeiro Milhomem, Universidade Federal de Goiás

Mestre em Contabilidade pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

Carlos Henrique Silva do Carmo, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo (USP). Professor do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Referências

Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL. (2010). Resolução Normativa RN nº. 396/2010. Recuperado de http://www.aneel.gov.br/cedoc/ren2010396.pdf. Acesso em fevereiro de 2020.

Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL. (2013). Manual de Contabilidade do Setor Elétrico¬ – MCSE. Brasília. Recuperado de http://www.aneel.gov.br/aplicacoes/audiencia/arquivo/2013/026/documento/produto_5_-_final.pdf. Acesso em fevereiro de 2020.

Angotti, M., Macêdo, H. C., & Bispo, O. N. A. (2016). Poder preditivo e value relevance da demonstração do resultado abrangente: uma análise das companhias brasileiras listadas na BM&FBOVESPA. Enfoque: Reflexão Contábil, 35(3), 1-17. DOI: https://doi.org/10.4025/enfoque.v35i3.32635

Ball, R., & Brown, P. (1968). An empirical evaluation of accounting income numbers. Journal of Accounting Research, 6(2), 159-178. DOI: https://doi.org/10.2307/2490232

Baltagi, B. H. (2009). Econometric analysis of panel data (5ª ed.). New York: John Wiley & Sons.

Barth, M. E., Beaver, W. H., & Landsman, W. R. (2001). The relevance of the value relevance literature for financial accounting standard setting: another view. Journal of Accounting and Economics, 31(1-3), 77-104. DOI: https://doi.org/10.1016/S0165-4101(01)00019-2

Barth, M. E., Landsman, W. R., & Lang, M. H. (2008). International accounting standards and accounting quality. Journal of Accounting Research, 46(3), 467-498. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1475-679X.2008.00287.x

Barth, M. E., Li, K. & McClure, C., (2019). Evolution in value relevance of accounting information. Stanford University Graduate School of Business Research. Paper nº. 17-24. DOI: http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.2933197

Beaver, W. H. (1968). Alternative accounting measures as predictors of failure. The Accounting Review, 43(1), 113-122.

Braga, P. G. da S., Carmo, C. H. S. do, & Cunha, M. F. da. (2021). Value relevance: efeitos das especificidades contábeis das empresas brasileiras do segmento de construção civil e incorporação imobiliária. Revista Ambiente Contábil, 13(1), 134-150. DOI: https://doi.org/10.21680/2176-9036.2021v13n1ID19894

Brown, S., Lo, K., & Lys, T. (1999). Use of R2 in accounting research: measuring changes in value relevance over the last four decades. Journal of Accounting and Economics, 28(2), 83-115. DOI: https://doi.org/10.1016/S0165-4101(99)00023-3

Brugni, T. V., Rodrigues, A., Cruz, C., & Szuster, N. (2012). IFRIC 12, ICPC 01 e contabilidade regulatória: influências na formação de tarifas do setor de energia elétrica. Sociedade, Contabilidade e Gestão, 7(2), 104-119.

Cappellesso, G., Rocha, L. C. N., & Dantas, J. A. (2018). Value Relevance da Perda por Redução ao Valor Recuperável do Goodwill: Evidências das Empresas Listadas na BM&FBovespa. Contabilidade Vista & Revista, 29(3), 102-120. DOI: https://doi.org/10.22561/cvr.v29i3.4276

Carvalho, E. S., Wanderley, C. A., Libonati, J. J., & Santos, A. H S. (2014). Um estudo comparativo entre indicadores econômico-financeiros, baseados na Contabilidade Regulatória e nas normas contábeis internacionais das empresas de distribuição de energia do setor elétrico brasileiro. Registro Contábil, 5(3), 20-40.

Collins, D. W., Maydew, E. L., & Weiss, I. S. (1997). Changes in the value-relevance of earnings and book values over the past forty years. Journal of Accounting and Economics, 24(1), 39-67. DOI: https://doi.org/10.1016/S0165-4101(97)00015-3

Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC. (2014). Orientação OCPC 08: Reconhecimento de determinantes ativos e passivos nos relatórios contábil-financeiros de propósito geral das distribuidoras de energia elétrica. Recuperado de http://www. cpc. org. br. Acesso em fevereiro de 2020.

Corrêa, A. C. C., Neto, A. A., Nakao, S. H., & Osajima, A. A. (2012). A relevância da informação contábil na identificação de empresas criadoras de valor: um estudo do setor de energia elétrica brasileiro. Revista Contemporânea de Contabilidade, 9(18), 137-166. DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2012v9n18p137

Dechow, P., Ge, W., & Schrand, C. (2010). Understanding earnings quality: A review of the proxies, their determinants and their consequences. Journal of Accounting and Economics, 50(2-3), 344-401. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jacceco.2010.09.001

Ermel, M. D. A., & Do Monte, P. A. (2018). Controle acionário, remuneração de executivos e desempenho empresarial: Evidências para o mercado brasileiro. Revista Brasileira de Finanças, 16(3), 455-491. DOI: http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.2963481

Fávero, L. P., & Belfiore, P. (2017). Manual de análise de dados: estatística e modelagem multivariada com Excel®, SPSS® e Stata® (1. Ed.). Rio de janeiro: Elsevier Brasil.

Ferreira, M. P., Carmo, C. H. S. do, & Ribeiro, A. M. (2020). A value relevance dos ativos financeiros das empresas do setor elétrico brasileiro. Enfoque: Reflexão Contábil, 39(3), 85-98. DOI: https://doi.org/10.4025/enfoque.v39i3.45906

Flores, E., & Lopes, A. B. (2019). Decréscimo na Relevância da Informação Contábil das Distribuidoras de Energia Elétrica no Brasil no Período Pós-IFRS. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, 21(4), 928-952. DOI: https://doi.org/10.7819/rbgn.v21i5.4023

Francis, J., & Schipper, K. (1999). Have Financial Statements Lost Their Relevance? Journal of Accounting Research, 37(2), 319-352. DOI: https://doi.org/10.2307/2491412

Gonçalves, J. C., Batista, B. L. L., Macedo, M. A. S., & Marques, J. A. V. C. (2014). Análise do impacto do processo de convergência às normas internacionais de contabilidade no Brasil: um estudo com base na relevância da informação contábil. Revista Universo Contábil, 10(3), 25-43. DOI: https://doi.org/10.4270/RUC.2014318

Gonçalves, K. A., Conegliam, L., & do Carmo, C. H. S. (2017). Value Relevance das Propriedades para Investimento: Evidência do Mercado de Capitais Brasileiro. Revista Contabilidade, Gestão e Governança, 20(1), 2-19. DOI: http://dx.doi.org/10.21714/1984-3925_2017v20n1a1

Guia, L. D., & Dantas, J. A. (2020). 'Value Relevance' dos Ativos Fiscais Diferidos na Indústria Bancária Brasileira. Revista Contabilidade & Finanças, 31(82), 33-49. DOI: https://doi.org/10.1590/1808-057x201808060

Hadi, A. S. (1994). A modification of a method for the detection of outliers in multivariate samples. Journal of the Royal Statistical Society: Series B (Methodological), 56(2), 393-396.

Hoppe, A. A. (2012). Estudo sobre as diferenças de práticas contábeis nas demonstrações contábeis societárias e regulatórias de distribuidoras de energia elétrica no Brasil (Dissertação de Mestrado). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil.

Hungarato, A., & Lopes, A. B. (2008). Value relevance dos gastos em P&D para o preço das ações das empresas brasileiras negociadas na Bovespa. Simpósio de Gestão da Inovação Tecnológica, Brasília, Brasil, XXV.

IFRS. (2018). Why global accounting standards? Recuperado em 11 de janeiro, 2021, de: <https://www.ifrs.org/use-around-the-world/why-global-accounting-standards/>.

La Porta, R., Lopez‐de‐Silanes, F., Shleifer, A., & Vishny, R. W. (2000). Agency problems and dividend policies around the world. The Journal of Finance, 55(1), 1-33. DOI: https://doi.org/10.1111/0022-1082.00199

Lima, J. B. N. D. (2010). A relevância da informação contábil e o processo de convergência para as normas IFRS no Brasil (Tese de Doutorado). Universidade de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil. https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-24032011-185955/publico/JoaoBatistaNastdeLIma.pdf

Loch, M., Silva, J. C., Bueno, G., & Marcon, R. (2020). O Governo como Acionista e o Conflito Principal-Principal no Setor Elétrico Brasileiro. Brazilian Business Review, 17(1), 24-45. DOI: http://dx.doi.org/10.15728/bbr.2020.17.1.2

Lopes, A. B., & Iudícibus, S. D. (2012). Teoria Avançada da Contabilidade. São Paulo: Atlas.

Lopes, A. B., de Sant'Anna, D. P., & Costa, F. M. (2007). A relevância das informações contábeis na Bovespa a partir do arcabouço teórico de Ohlson: avaliação dos modelos de Residual Income Valuation e Abnormal Earnings Growth. Revista de Administração, 42(4), 497-510. DOI: https://doi.org/10.1590/S0080-21072007000400009

Macedo, M. A. S., Machado, M. R., Machado, M. A. V., & Mendonça, P. H. C. (2013). Impacto da Conversão às normas Contábeis Internacionais no Brasil Sobre o Conteúdo Informacional da Contabilidade. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, 7(3), 222-239. DOI: https://doi.org/10.17524/repec.v7i3.905

Macedo, M. A. S., Machado, M. A. V., Murcia, F. D. R., & Machado, M. R. (2011). Análise do impacto da substituição da DOAR pela DFC: um estudo sob a perspectiva do value-relevance. Revista Contabilidade & Finanças, 22(57), 299-318. DOI: https://doi.org/10.1590/S1519-70772011000300005

Malkiel, B. G., & Fama, E. F. (1970). Efficient capital markets: A review of theory and empirical work. The Journal of Finance, 25(2), 383-417. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1540-6261.1970.tb00518.x

Martins, V. G., Machado, M. A. V., & Callado, A. L. C. (2014). Relevância e representação fidedigna na mensuração de ativos biológicos a valor justo por empresas listadas na BM&FBovespa. Revista Contemporânea de Contabilidade, 11(22), 163-188. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8069.2014v11n22p163

Martins, V. G., Machado, M. A. V., & Machado, M. R. (2013). Value Relevance das informações de Leasing Operacional: um estudo em empresas brasileiras. Enfoque: Reflexão Contábil, 32(2), 83-99. DOI: https://doi.org/10.4025/enfoque.v32i2.19762

Medeiros, J. A., Wanderley, C. A., Araújo, A., & Santos, E. D. S. C. (2013). Um estudo sobre o nível de comparabilidade entre os valores contábeis regulatórios e societários das companhias brasileiras de distribuição de energia elétrica. Anais do Congresso UFPE de Ciências Contábeis, Pernambuco, Brasil, 6º.

Moura, G. D., Fank, O. L., & Varela, P. S. (2012). Evidenciação dos ativos intangíveis pelas empresas do setor de energia elétrica listadas na BM&FBOVESPA. Contabilidade, Gestão e Governança, 15(1), 17-32.

Ohlson, J. A. (1995). Earnings, book values, and dividends in equity valuation. Contemporary Accounting Research, 11(2), 661-687. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1911-3846.1995.tb00461.x

Peltzman, S. (1976). Toward a more general theory of regulation. The Journal of Law and Economics, 19(2), 211-240. DOI: https://doi.org/10.1086/466865

Pereira, V., Santana, A., Mendes, F., & Khan, A. (2008). Análise do setor de energia elétrica do estado do Pará: uma aplicação da matriz de insumo-produto. Amazônia: Ciência & Desenvolvimento, 4(7), 7-26.

Pinto, A. F., Avelar, B., Fonseca, K. B. C., Silva, M. B. A., & Costa, P. D. S. (2014). Value relevance da evidenciação de provisões e passivos contingentes. Pensar Contábil, 16(61), 54-65.

Rezende, A. J. (2005). A relevância da informação contábil no processo de avaliação de empresas da nova e velha economia-uma análise dos investimentos em ativos intangíveis e seus efeitos sobre value-relevance do lucro e patrimônio líquido. BBR-Brazilian Business Review, 2(1), 33-52.

Sami, H., & Zhou, H. (2004). A comparison of value relevance of accounting information in different segments of the Chinese stock market. The International Journal of Accounting, 39(4), 403-427. DOI: https://doi.org/10.1016/j.intacc.2004.08.001

Santos, A. A., Botinha, R. A., & Lemes, S. (2019a). Análise da value relevance da demonstração do valor adicionado nos níveis diferenciados de governança corporativa da BM&FBOVESPA. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 18, 1-16. DOI: https://doi.org/10.16930/2237-766220192697

Santos, O. M., & Silva, P. D. A. (2014). Os métodos contábeis dos esforços bem-sucedidos capitalização total: um estudo sob a perspectiva do Value Relevance. Enfoque: Reflexão Contábil, 33(2), 121-138. DOI: https://doi.org/10.4025/enfoque.v33i2.22307

Santos, S. M. D., Lemes, S., & Barboza, F. L. M. (2019b). O Value Relevance é Relevante? Revista de Contabilidade e Organizações, 13(2), 1-18. DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.1982-6486.rco.2019.152518

Suzart, J. A. D. S., Souza, V. D., Carvalho, A. S., Rivas, E. D., & Martins, E. (2012). Informações societárias versus informações regulatórias: uma análise da relevância da informação contábil no contexto das concessionárias brasileiras do setor elétrico. In: Anais do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, São Paulo, Brasil, 12º.

Publicado

2021-07-29

Como Citar

FERREIRA, M. P.; RIBEIRO, A. M.; MILHOMEM, J. F. C.; CARMO, C. H. S. do . CONTABILIDADE SOCIETÁRIA X CONTABILIDADE REGULATÓRIA: VALUE RELEVANCE DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS DO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 32, n. 2, p. 205-229, 2021. DOI: 10.22561/cvr.v32i2.6297. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/6297. Acesso em: 17 set. 2021.