INFLUÊNCIA DA FOLGA FINANCEIRA NO DESEMPENHO ECONÔMICO DE EMPRESAS FAMILIARES E NÃO FAMILIARES BRASILEIRAS

  • Edgar Pamplona Universidade Regional de Blumenau - FURB.
  • Tarcísio Pedro da Silva Universidade Regional de Blumenau - FURB.
  • Wilson Toshiro Nakamura Universidade Presbiteriana Mackenzie.
  • Moacir Manoel Rodrigues Junior Universidade Regional de Blumenau - FURB.
Palavras-chave: Folga Financeira; Desempenho Econômico; Empresas Familiares e Não Familiares Brasileiras.

Resumo

A discussão acerca da folga financeira e sua relação com o desempenho econômico das empresas tem sido motivo de estudos incessantes na área de finanças corporativas desde o trabalho seminal desenvolvido por Cyert e March em 1963. Neste sentido, visando contribuir para o conhecimento acerca do tema, que ainda carece de achados e reflexões mais profundas, esta pesquisa tem por objetivo verificar a influência da folga financeira no desempenho econômico de empresas familiares e não familiares brasileiras. Para tanto, realizou-se pesquisa descritiva, de procedimento documental e abordagem quantitativa. Os dados analisados foram extraídos da base de dados Thomson Reuters® e dos formulários de referência divulgados pelas organizações no website da Brasil, Bolsa, Balcão (B3). O período temporal de estudo é de 19 anos (1996 a 2014), sendo a amostra composta por 137 empresas familiares e 131 empresas não familiares. Os resultados das regressões quadráticas apontam que a influência da folga no desempenho é não linear, corroborando com o preconizado por estudos precedentes de que a folga maximiza o desempenho até determinado patamar e, posteriormente, passa a prejudicar a performance corporativa. Além disso, têm-se que empresas familiares atingem melhor desempenho com níveis mais elevados de folga comparativamente a empresas não familiares e, assim, gestores familiares e profissionais devem considerar tais achados de forma distinta a fim de elevar a eficiência operacional das organizações que administram.

Biografia do Autor

Edgar Pamplona, Universidade Regional de Blumenau - FURB.
Doutorando em Ciências Contábeis e Administração no Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC) da Universidade Regional de Blumenau (FURB).
Tarcísio Pedro da Silva, Universidade Regional de Blumenau - FURB.
Doutor em Ciências Contábeis e Administração pelo PPGCC/FURB. Professor do PPGCC da Universidade Regional de Blumenau (PPGCC/FURB).
Wilson Toshiro Nakamura, Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Doutor em Administração pela FEA/USP. Professor do PPG em Administração da Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Moacir Manoel Rodrigues Junior, Universidade Regional de Blumenau - FURB.
Doutor em Métodos Numéricos em Engenharia pelo PPGMNE da Univ. Federal do Paraná. Professor do PPGCC da Universidade Regional de Blumenau (FURB).

Doutor em Métodos Numéricos em Engenharia pelo PPGMNE da Univ. Federal do Paraná

Publicado
2019-08-16
Como Citar
PAMPLONA, E.; SILVA, T. P. DA; NAKAMURA, W. T.; RODRIGUES JUNIOR, M. M. INFLUÊNCIA DA FOLGA FINANCEIRA NO DESEMPENHO ECONÔMICO DE EMPRESAS FAMILIARES E NÃO FAMILIARES BRASILEIRAS. Contabilidade Vista & Revista, v. 30, n. 1, p. 43-67, 16 ago. 2019.