RELAÇÃO ENTRE IFRS MANDATÓRIO E CRIAÇÃO DE VALOR

  • Johnny Silva Mendes Departamento de Administração da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis - Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - FECAP
  • Olivan da Silva Rabêlo Universidade Federal de Mato Grosso - Departamento de Administração da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC) http://orcid.org/0000-0002-4940-8440
  • Wilson Toshiro Nakamura Professor do PPGA da Universidade Presbiteriana Mackenzie
  • Joelson Oliveira Sampaio Departamento de Administração da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis- Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - FECAP
Palavras-chave: IFRS, Assimetria de Informação, Criação de Valor e Diff-in-Diffs.

Resumo

Com o intuito de alcançar a convergência contábil, melhorar a comparabilidade e mensuração do valor econômico da firma, as normas IFRS - Internacional Financial Reporting Standards (Normas Internacionais de Informações Financeiras, em português), estabelecidas de forma mandatória no Brasil no ano de 2010, refletem menor custo de capital e consequente criação de valor para as firmas. O objetivo principal da pesquisa foi investigar empiricamente a relação entre IFRS mandatório e criação de valor das empresas de capital aberto não financeiras brasileiras. Foi utilizada uma amostra de empresas brasileiras regularmente negociadas na B3 (Brasil, Bolsa e Balcão) entre 2003 e 2014. O método econométrico utilizado foi diff-in-diff, que isola o efeito do IFRS por meio das características não observadas. Estimaram-se modelos com dados agrupados e painel com efeito aleatório. Para as métricas de criação de valor, foram encontrados efeitos positivos e significantes nas variáveis Q de Tobin e Market-to-Book. Os dados evidenciam que o IFRS mandatório impacta positivamente a criação de valor e mostram o aumento da qualidade nos demonstrativos financeiros.

Biografia do Autor

Johnny Silva Mendes, Departamento de Administração da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis - Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - FECAP
Professor no Departamento de Administração da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis - Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - FECAP. Área: Administração Financeira
Olivan da Silva Rabêlo, Universidade Federal de Mato Grosso - Departamento de Administração da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis (FACC)
Professor do Departamento de Administração  da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis  da Universidade Federal de Mato Grosso. Área de Finanças, Inovação e Ecoinovação . Diretor de  Inovação da UFMT.
Wilson Toshiro Nakamura, Professor do PPGA da Universidade Presbiteriana Mackenzie
Professor do PPGA da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Área: Finanças Corporativas
Joelson Oliveira Sampaio, Departamento de Administração da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis- Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - FECAP
Professor no Departamento de Administração da Faculdade de Administração e Ciências Contábeis- Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado - FECAP. Área: Administração

Referências

Aboody, D.; & Lev, B. (1998). The value relevance of intangibles: the case of software capitalization. Journal of Accounting Research, 36, 161-191.

Armstrong, C., Barth, M. E., Jagolinzer, A. D., & Riedl, E. (2010). Market reaction to the adoption of IFRS in Europe. The accounting review, 85 (1), 31-61.

Balakrishnan, K.; Li, X.; & Yang, H. (2012). Mandatory financial reporting and voluntary disclosure: evidence from mandatory IFRS adoption. Disponível em: <http://ink.library.smu.edu.sg/soa_research/1163/ >. Acesso em: 09 maio 2016.

Ball, R. (2006). International Financial Reporting Standards (IFRS): pros and cons for investors. Accounting and business research (Wolters Kluwer UK), 36 (1), 5-27. Disponível em: < doi/abs/10.1080/00014788.2006.9730040 >. Acesso em: 22 abr. 2015.

Barnett, V., & Lewis, T. (1994). Outliers in statistical data. 3 ed. Chichester: Wiley.

Barth, M. E., Landsman, W. R., & Lang, M. H. (2008). International accounting standards and accounting quality. Journal of accounting research, 46(3), 467-498.

Bartov, E., Goldberg, S. R.; & Kim, M. (2005). Comparative value relevance among German, US, and international accounting standards: A German stock market perspective. Journal of Accounting, Auditing & Finance, 20 (2), 95-119.

Bushman, R. M., & Smith, A. J. (2001). Financial accounting information and corporate governance. Journal of accounting and Economics, 32 (1), 237-333. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.1016/S0165-4101(01)00027-1 >. Acesso em: 09 maio 2016.

Bushman, R. M., & Smith, A. J. (2003). Transparency, financial accounting information, and corporate governance. Economic Policy Review, 9 (1). Disponível em: < http://ssrn.com/abstract=795547 >. Acesso em: 09 maio 2016.

Carvalho de Alencar, R. (2005). Custo do capital próprio e nível de disclosure nas empresas brasileiras. BBR-Brazilian Business Review, 2 (1), 1-12. Disponível em: < http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=123016184001 >. Acesso em: 21 nov. 2015.

Carvalho de Alencar, R.; & Lopes, A. B. (2008). Disclosure and cost of equity capital in emerging markets: the Brazilian case. In: VIII Encontro Brasileiro de Finanças. Disponível em: < http://www.fucape.br/_public/producao_cientifica/2/Roberta.pdf > Acesso em: 13 ago. 2016.

Carvalho, E. M. (2014). Consequências econômicas da adoção compulsória das Normas Internacionais de Contabilidade (IFRS) no custo de capital próprio das empresas brasileiras listadas na BM&BOVESPA. 147 f. Dissertação (Doutorado em Administração) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Disponível em: < http://hdl.handle.net/10183/107268 >. Acesso em: 12 ago. 2016.

Castro Junior, F. H. F, & Yoshinaga, C. E. (2012). Coassimetria, cocurtose e as taxas de retorno das ações: uma análise com dados em painel. Revista de Administração Mackenzie, 13 (1), 110. Disponível em: < http://search.proquest.com/openview/cb1fc0bf6bc5196cfefb1fd98185b293/1?pq-origsite=gscholar >. Acesso em: 10 maio 2016.

Castro Junior, F. H. F.; Conceição, P. M.; & Santos, D. A. (2011). A relação entre o nível voluntário de transparência e o custo de capital próprio das empresas brasileiras não-financeiras. Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre: Ed. 70, 17 (3), 617-635, set./dez. Disponível em: < http://www.seer.ufrgs.br/read/article/download/38470/24722 >. Acesso em: 10 maio 2016.

Catty, J. P. (2013). IFRS: guia de aplicação do valor justo. Porto Alegre: Bookman Editora.

Coombs, J. E., Bierly III, & Paul E. (2006). Measuring technological capability and performance. R&D Management, 36 (4), 421-438.

Copeland, T. E., Koller, T., & Murrin, J. (2002). Avaliação de empresas: valuation: calculando e gerenciando o valor das empresas. 3. ed. São Paulo: Makron Books.

CPC - Comitê de Pronunciamentos Contábeis. Pronunciamento Técnico CPC 04: Ativo Intangível. Disponível em: <http://www.cpc.org.br/pdf/CPC04_R1. pdf.>. Acesso em: 12 fev. 2020.

Daske, H. (2006). Economic benefits of adopting IFRS or US‐GAAP–have the expected cost of equity capital really decreased? Journal of Business Finance & Accounting, 33 (3‐4), 329-373. Disponível em: <http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&db=buh&AN=20870512&lang=pt-br&site=ehost-live >. Acesso em: 12 ago. 2016.

Daske, H., Hail, L., Leuz, C., & Verdi, R. S. (2008). Mandatory IFRS reporting around the world: early evidence on the economic consequences. Journal of accounting research, 46 (5), 1085-1142. Disponível em: . Acesso em: 22 abr. 2016.

Famá, R., & Barros, L. A. B. C. (2000). Q de Tobin e seu uso em finanças: aspectos metodológicos e conceituais. Caderno de Pesquisas em Administração, 7 (4), 27-43.

Ferreira, M. A., Flores, E., & Martins, C. C. (2015). Análise do impacto do IFRS em indicadores financeiros em empresas brasileiras (Analysis of the Impact of IFRS Adoption on Financial Variables for Brazilian Companies). Available at SSRN. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.2139/ssrn.2591536 >. Acesso em 10 maio 2016.

Gasparini, V. M. R. (2015). A adoção completa do IFRS e seus impactos no custo de capital próprio, calculados a partir de modelos de custo implícito de capital. 108f. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis) - Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/96/96133/tde-21072015-102627/en.php >. Acesso em: 10 maio 2016.

Gu, F., & Li, J. Q. (2007). The credibility of voluntary disclosure and insider stock transactions. Journal of Accounting Research, 45 (4), 771-810. Disponível em: < http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&db=buh&AN=25736998&lang=pt-br&site=ehost-live >. Acesso em 24 abr. 2016.

Hair, J. J., Babin, B., Money, A. H., & Samouel, P. (2005). Fundamentos de métodos de pesquisa em administração. Porto Alegre: Bookman Companhia.

Horton, J., Serafeim, G., & Serafeim, I. (2013). Does mandatory IFRS adoption improve the information environment? Contemporary Accounting Research, 30 (1), 388-423. Disponível em: < http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&db=buh&AN=86170288&lang=pt-br&site=ehost-live >. Acesso em: 10 maio 2016.

Houqe, N., & Easton, S. (2013). Does mandatory IFRS adoption improve information quality in low investor protection countries? Evidence from France, Sweden and Switzerland. Journal of International Accounting, Auditing & Taxation (Forthcoming). Disponível em: < http://ssrn.com/abstract=2224278 >. Acesso em: 21 nov. 2015.

Kayo, E. K., Kimura, H., Martin, D. M. L., & Nakamura, W. T. (2006) Ativos intangíveis, ciclo de vida e criação de valor. Revista de Administração Contemporânea, 10 (3), 73-90. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S1415-65552006000300005 >. Acesso em: 14 jun. 2016.

La Porta, R., Silanes, F. L., Shleifer, A., & Vishny, R. W. (1998). Law and finance. Journal of Political Economy, 106, p. 1113-1155. Disponível em: <https://works.bepress.com/florencio_lopez_de_silanes/18/ >. Acesso em: 19 abr. 2016.

Leland, H.; & Pyle, D. H. (1977). Informational asymmetries, financial structure, and financial intermediation. Journal of Finance, 32 (2), 371-387, May. Disponível em: < http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&db=buh&AN=4657499&lang=pt-br&site=ehost-live >. Acesso em: 25 abr. 2016.

Li, S. (2010). Does mandatory adoption of international financial reporting standards in the European Union reduce the cost of equity capital?. The Accounting Review, 85 (2), 607-636. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.2308/accr.2010.85.2.607 >. Acesso em: 25 abr. 2016.

Lima, G. A. S. F. (2009). Nível de evidenciação × custo da dívida das empresas brasileiras1. Revista Contabilidade & Finanças, 20 (49), 95-108. Disponível em: < http://www.revistas.usp.br/rcf/article/view/34284/37016 >. Acesso em: 21 nov. 2015.

Martins, G. A. (2000). Manual para elaboração de monografias e dissertações. 2. ed. São Paulo: Atlas.

Megna, P., & Klock, M. (1993). The impact of intangible capital on Tobin's q in the semiconductor industry. The American Economic Review, 83 (2), 265-269.

Motta, L. F. J., Oliveira, P. V. C., Cavazotte, F. S. C. N., Figueiredo, A. C., & Klotzle, M. C. (2013). Criação de valor em fusões e aquisições brasileiras. Revista de Administração FACES Journal, 12 (4). Disponível em: <http://fumec.br/revistas/facesp/article/view/1827/1342 >. Acesso em: 15 ago. 2016.

Pae, J., Thornton, D. B., & Welker, M. (2006). The reduction of firms' ownership induced agency costs following financial reporting reform in the European Union. Available at SSRN 873607

Perez, M. M.; & Famá, R. (2015). Características estratégicas dos ativos intangíveis e o desempenho econômico da empresa. Unisanta Law and Social Science, 4 (2), 107-123. Disponível em: < http://ojs.unisanta.br/index.php/lss/article/view/393 >. Acesso em: 13 ago. 2016.

Rezende, C. V., Almeida, N. S., & Lemes, S. (2015). Impacto das IFRS na assimetria de informação evidenciada no mercado de capitais brasileiro. Revista de Contabilidade e Organizações, v. 9, n. 24, p. 18-30. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.11606/rco.v9i24.55524 >. Acesso em: 10 maio 2015.

Seth, A. (1990). Value creation in acquisitions: A re‐examination of performance issues, 11 (2), 99-115, 1990.

Silva, R. L. M. (2013). Adoção completa das IFRS no Brasil: qualidade das demonstrações contábeis e o custo de capital próprio. 217 f. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-03062013-162758/en.php >. Acesso em: 10 maio 2016.

Silveira, A. D. M. (2002). Governança corporativa, desempenho e valor da empresa no Brasil. São Paulo. 152 p. Dissertação (Mestrado em Administração) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-04122002-102056/en.php >. Acesso em: 11 maio 2016.

Silveira, A. D. M. (2005). Governança corporativa: desempenho e valor da empresa no Brasil. São Paulo: Saint Paul Editora.

Soderstrom, N. S., & Sun, K. J. (2007). IFRS adoption and accounting quality: a review. European accounting review, 16, (4), 675-702.

Teh, C. C., Kayo, E. K.; & Kimura, H. (2008). Marcas, patentes e criação de valor. Revista de Administração Mackenzie, 9 (1). Disponível em: <http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/RAM/article/view/154/154 >. Acesso em: 14 jun. 2016.

Verrecchia, R. E. (2001) Essays on disclosure. Journal of accounting and economics, 32 (1), 97-180. Disponível em < http://dx.doi.org/10.1016/S0165-4101(01)00025-8 >. Acesso em 25 abr. 2016.

Wooldridge, J. M. (2010). Introdução à econometria: uma abordagem moderna. São Paulo: Cengage Learning.

Publicado
2020-03-30
Como Citar
MENDES, J. S.; RABÊLO, O. DA S.; NAKAMURA, W. T.; SAMPAIO, J. O. RELAÇÃO ENTRE IFRS MANDATÓRIO E CRIAÇÃO DE VALOR. Contabilidade Vista & Revista, v. 31, n. 1, p. 58-84, 30 mar. 2020.