ORÇAMENTO BASE ZERO: UM ESTUDO DE CASO SOB A PERSPECTIVA DA TEORIA INSTITUCIONAL

Autores

  • Fernanda Kreuzberg Universidade Federal de Santa Catarina
  • Franciele Beck Universidade de São Paulo
  • Carlos Eduardo Facin Lavarda Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

Este estudo objetiva analisar o processo de adoção do orçamento base zero (OBZ) em uma empresa de grande porte de Santa Catarina, sob a perspectiva da teoria institucional. Desenvolveu-se uma pesquisa empírico-descritiva, com abordagem qualitativa, por meio da aplicação de um estudo de caso. Os principais achados da pesquisa tratam da identificação das proposições do estudo, na empresa investigada. Desta forma, configuram-se atendidas as três etapas da institucionalização, assim como a adoção de estratégias, na implantação do sistema orçamentário base zero. A pesquisa contribui à compreensão do fenômeno de mudança de práticas gerenciais, no que concernem suas motivações, características e reflexos na organização.

Biografia do Autor

Fernanda Kreuzberg, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade pela Universidade Federal de Santa Catarina

Franciele Beck, Universidade de São Paulo

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e  Contabilidade pela Universidade de São Paulo

Carlos Eduardo Facin Lavarda, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade da Universidade Federal de Santa Catarina.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2016-09-23

Como Citar

KREUZBERG, F.; BECK, F.; LAVARDA, C. E. F. ORÇAMENTO BASE ZERO: UM ESTUDO DE CASO SOB A PERSPECTIVA DA TEORIA INSTITUCIONAL. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 27, n. 3, p. 32-60, 2016. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/2547. Acesso em: 29 nov. 2020.