Financiamento à pesquisa em energia renovável no Brasil: uma análise a partir do Fundo Setorial de Energia

Autores

Resumo

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar a contribuição do Fundo Setorial de Energia do FNDCT para o fomento à pesquisa científica em energias renováveis no Brasil, por meio de um modelo Logit, para o período de 2011 a 2015. São realizadas estimações com estratégias adicionais, a fim de identificar o efeito regional e a contribuição das instituições de pesquisas sobre a produção científica em energias renováveis. Os dados utilizados foram obtidos a partir da base FNDCT/CNPq e do Currículo Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Os resultados obtidos demonstram um efeito marginal médio positivo do Fundo Setorial de Energia de 2,23% sobre a probabilidade de produção científica, dado um incremento de R$ 10.000,00 no financiamento. Com base nos resultados, é possível justificar a importância do financiamento público para pesquisa destinado às energias renováveis.

Palavras-chave: Financiamento FNDCT; energia renovável, pesquisa científica.

Códigos JEL: O39, C01, Q42.

Downloads

Publicado

2022-06-02

Como Citar

FERREIRA, L. F.; SANTANA, J. R. de; RAPINI, M. S.; MOURA, F. R. de. Financiamento à pesquisa em energia renovável no Brasil: uma análise a partir do Fundo Setorial de Energia. Nova Economia, [S. l.], v. 32, n. 2, p. 505-537, 2022. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/6984. Acesso em: 5 jul. 2022.