Emissões de gases de efeito estufa e eficiência ambiental no Brasil

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar a eficiência ambiental dos municípios brasileiros e relacioná-la a um conjunto de características socioeconômicas locais, controlando aspectos como heterogeneidade tecnológica e dependência espacial. Para tanto, utilizou-se o método de Análise Envoltória de Dados (DEA) Metafrontier para construir o indicador, que foi baseado nas emissões de gases de efeito estufa. Em seguida, ajustou-se um modelo que relaciona eficiência ambiental, características socioeconômicas e dependência espacial (Spatial Autoregressive Model). Os principais resultados revelaram que renda per capita e IDH se relacionaram positivamente com o indicador de eficiência. Por outro lado, as variáveis desigualdade e educação mostraram relação negativa com o índice. Ademais, houve evidências de efeito “spillover ambiental” entre municípios, indicando que a criação de práticas sustentáveis em âmbito local pode produzir externalidades positivas regionalmente.

Palavras-chave gases de efeito estufa; eficiência ambiental; municípios brasileiros; análise envoltória de dados; modelo de regressão espacial

Biografia do Autor

Thiago Costa Soares, Universidade Federal de Juiz de Fora, Governador Valadares, Minas Gerais, Brasil

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Montes Claros (2010), Mestrado em Economia (2012) e Doutorado em Economia Aplicada (2015) pela Universidade Federal de Viçosa. Professor Adjunto da Universidade Federal de Juiz de Fora, campus de Governador Valadares, atuando nas áreas de Economia dos Recursos Naturais e Métodos Quantitativos, principalmente nos seguintes temas: modelos de eficiência paramétricos e não paramétricos, economia da energia e economia dos recursos naturais.

Dênis Antônio da Cunha, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, Minas Gerais, Brasil.

Possui graduação em Ciências Econômicas (2006), Mestrado (2008) e Doutorado (2011) em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Professor Adjunto e Orientador dos Programas de Pós-Graduação em Economia Aplicada (PPGEA) e Extensão Rural (PPGER) da Universidade Federal de Viçosa, atuando nas áreas de Teoria Microeconômica, Economia Agrária, Economia dos Recursos Naturais, Economia das Mudanças Climáticas e Desenvolvimento Sustentável. Atualmente é bolsista do Programa Pesquisador Mineiro (FAPEMIG). É líder do Grupo de Pesquisa "Economia dos Recursos Naturais e Ambientais", vinculado ao PPGEA/UFV. No período de 2011 a 2012 foi pesquisador do Latin American and Caribbean Environmental Economics Program (LACEEP), Costa Rica; entre 2010 e 2011 foi Professor Assistente da Universidade Federal de Ouro Preto; no ano de 2014 foi Coordenador Científico da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (SOBER); entre 2014 e 2015 foi bolsista do Programa de Bolsas de Qualidade em Pesquisa de Excelência para Jovens Docentes Pesquisadores (Funarpex/Funarbe-UFV).

Publicado
2019-10-11
Como Citar
SOARES, T. C.; CUNHA, D. A. DA. Emissões de gases de efeito estufa e eficiência ambiental no Brasil. Nova Economia, v. 29, n. 2, p. 429-458, 11 out. 2019.
Seção
Números Regulares