A evolução da agroindústria canavieira brasileira desde a sua origem até 1995: a institucionalização do paradigma subvencionista

Autores

  • Pery Francisco Assis Shikida
  • Carlos José Caetano Bacha

Resumo

Neste artigo realiza-se uma análise da evolução da agroindústria canavieira do Brasil desde sua origem até 1995, enfatizando a influência que o Estado teve sobre este setor produtivo. Pode-se aferir que, historicamente, a agroindústria canavieira do Brasil fora objeto de intervencionismo estatal, variando de grau conforme as circunstâncias e interesses de cada época. A partir da criação do IAA (em 1933), o produtor dessa agroindústria passou a estar necessariamente sujeito a uma série de arranjos institucionais que ligavam os interesses organizados do setor com as estruturas de decisão do Estado. Com isso, gradativamente institucionalizou-se o "paradigma subvencionista" como modelo de "sobrevivência" para a agroindústria canavieira brasileira.

Downloads

Publicado

2013-12-04

Como Citar

SHIKIDA, P. F. A.; BACHA, C. J. C. A evolução da agroindústria canavieira brasileira desde a sua origem até 1995: a institucionalização do paradigma subvencionista. Nova Economia, [S. l.], v. 8, n. 2, 2013. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2224. Acesso em: 27 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares