A influência da aglomeração e da concentração da indústria sobre a produtividade total dos fatores das empresas industriais brasileiras

Autores

  • Ronivaldo Steingraber Universidade Federal de Santa Catarina
  • Flávio de Oliveira Gonçalves Universidade Federal do Paraná

Palavras-chave:

Produtividade, Competências para Inovar, Aglomeração, Concentração de mercado

Resumo

Este artigo identifica a relação entre a Produtividade Total dos Fatores (PTF) da empresa, suas competências, a aglomeração e a concentração setoriais, contribuindo com a discussão sobre os Sistemas Setoriais de Inovação. Dada a relação próxima entre os setores e a localização espacial, bem como a hipótese Schumpeteriana de maior capacidade de inovação das empresas maiores (mercado concentrado), um modelo de regressão multinível considera a relação entre a PTF da empresa por suas competências no primeiro nível e em função das variáveis setoriais no segundo nível. Os efeitos estimados mostram que a aglomeração e a concentração juntamente com as competências internas da empresa explicam as diferenças de produtividade entre as empresas. Os resultados também mostram que alguns setores são mais sensíveis a aglomeração e a concentração setoriais sobre a produtividade e a dinâmica de inovação da empresa, todavia, os resultados não se alinham com a taxonomia de Pavitt (1984) e Dosi, Pavitt e Soete (1990).

Biografia do Autor

Ronivaldo Steingraber, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor Adjunto do Departamento de Economia da Universidade Federal do Paraná

Flávio de Oliveira Gonçalves, Universidade Federal do Paraná

Professor Adjunto do Curso de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico da Universidade Federal do Paraná

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2016-02-15

Como Citar

STEINGRABER, R.; GONÇALVES, F. de O. A influência da aglomeração e da concentração da indústria sobre a produtividade total dos fatores das empresas industriais brasileiras. Nova Economia, [S. l.], v. 25, n. 2, 2016. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/1226. Acesso em: 28 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares