IMPACTO DAS PLATAFORMAS DIGITAIS NA OFERTA DE MEIOS DE HOSPEDAGEM

COMPARATIVO DE VENDAS ENTRE BOOKING.COM E AIRBNB

Autores

  • André Riani Costa Perinotto Universidade Federal do Piauí - Curso de Turismo e UECE - Mestrado em Gestão de Negócios Turísticos
  • Samuel Belfort Simões Universidade Estadual do Ceará
  • Samuel Mesquita de Sousa Universidade Estadual do Ceará
  • Solano de Souza Braga UFDPar - Universidade Federal do Delta do Parnaíba

DOI:

https://doi.org/10.29149/mtr.v5i2.5940

Palavras-chave:

Cumbuco, Turismo, E-commerce, Economia Compartilhada

Resumo

Este estudo teve como objetivo entender e analisar o e-commerce dos meios de hospedagem relativos à praia do Cumbuco, localizada no município de Caucaia-CE. Dessa forma, buscou-se comparar como a praia do Cumbuco está sendo ofertada no Booking.com e no AirBnB, sendo a primeira uma OTA e a segunda uma plataforma criada com foco na economia compartilhada. Alinhado a esse entendimento, foi realizada uma análise bibliográfica sobre os temas relacionados, bem como uma análise netnográfica das informações disponibilizadas pelas plataformas tecnológicas em questão. Diante disso, percebeu-se que apesar de ter atuação mais recente no Brasil, o AirBnB possui maior quantidade e diversidade de oferta de hospedagem em comparação ao Booking.com. Foi realizado um estudo de caso na praia de Cumbuco, no Ceará, mas acredita-se que esse resultado reflete, de forma mais ampla, a oferta de UHs da Booking.com e a AirBnB no Brasil.

Biografia do Autor

André Riani Costa Perinotto, Universidade Federal do Piauí - Curso de Turismo e UECE - Mestrado em Gestão de Negócios Turísticos

Doutor em Ciências da Comunicação – UNISINOS/RS, Mestre em Geografia (Organização do Espaço) – UNESP/Rio Claro, Especialista em Docência para Ensino Superior (Turismo e Hotelaria) – SENAC/SP e Bacharel em Turismo – UNIMEP/SP. Professor Adjunto do Curso de Turismo da UFPI (Universidade Federal do Piauí – Brasil) e Professor Permanente do Mestrado em Gestão de Negócios Turísticos da UECE (Universidade do Estado do Ceará).

Samuel Belfort Simões, Universidade Estadual do Ceará

Mestre em Gestão de Negócios Turísticos – UECE, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, Ceará, Brasil

Samuel Mesquita de Sousa, Universidade Estadual do Ceará

Mestre em Gestão de Negócios Turísticos – UECE, Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza, Ceará, Brasil

Solano de Souza Braga, UFDPar - Universidade Federal do Delta do Parnaíba

Doutorando em desenvolvimento e meio ambiente – PRODEMA/UFPI. Professor Assistente no Curso de Bacharelado em Turismo da UFDPar – Parnaíba – PI.

 

Referências

AIRBNB, INC. Sobre a AirBnB. AirBnB. Disponivel em: <https://press.atAirBnB.com/br/about-us/>. Acesso em: 10 Abril 2018.
Araujo, E. F. (2011). As políticas públicas e o turismo litorâneo no Ceará: o papel da Região Metropolitana de Fortaleza. Sociedade e Território, Natal, v. 23, n. 2, p. 57-73, Jul./Dez. 2011.
Araújo, L. L. B.; Dantas, E. W. C. (2015) Políticas públicas de turismo: um olhar para a região meio-norte do nordeste brasileiro. Geosaberes: Revista de Estudos Geoeducacionais, v. 6, n. 2, p. 222-236.
Branco, R. P. C. (2019). O futuro da hospitalidade: impactos dos modelos disruptivos de hospedagem no mercado tradicional. Rosa dos Ventos – Turismo e Hospitalidade, 11(4), p. 773-818, out-dez, 2019.
Brandão, M.; Joia, I. A.; Teles, A. (2016). Destino turístico inteligente: um caminho para transformação. In: XIII Seminário Anual da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo 2016, São Paulo. XIII Anais ANPTUR 2016.
Buhalis, D.; Law, R. (2008). Progress in information technology and tourism management: 20 years on and 10 years after the Internet – The state of e- tourism research. Tourism Management, v.29, p. 609-623, 2008.
Cai, Yuan, Zhou Yongbo, Ma Jianyu, & Noel, Scott. (2019). Price Determinants of AirBnB Listings: Evidence from Hong Kong. Tourism Analysis, Vol. 24, pp. 227–242. 2019.
Chase, R. (2015). Economia Compartilhada: como as pessoas e as plataformas estão inventando a economia colaborativa e reinventando o capitalismo. Tradução de Cristina Yamagami. São Paulo: HSM do Brasil, 2015.
Coelho, F. A. (2017). As transformações socioespaciais e a vulnerabilidade social no município de Caucaia – CE no período de 2000 – 2010. Dissertação de Mestrado, UFC, 2017.
Petry, Tânia Regina Egert; Pickler, Cibelli de Medeiros; Tomelin, Carlos Alberto. (2016). A Percepção Dos Hóspedes De Negócios Quanto Ao Desempenho Da Qualidade Dos Serviços Prestados Nos Hotéis De Florianópolis: Uma Análise A Partir Do Conteúdo Gerado No Website Booking.com Turismo - Visão e Ação, vol. 18, núm. 2, mayo-agosto, 2016, pp. 327-352
Favila, M. (2018). Crescimento no fluxo internacional vem acompanhado do fantasma do overtourism. Mercado & Eventos, São Paulo, n. Edição especial WTM, p. 28 a 29, Abril 2018.
Fernandes, Laura Mary Marques. (2014). O Ceará Turístico: política de regionalização e governança. 2014. 361 p. Tese (Doutorado em Geografia). Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza.
Gallagher, L. (2018). A História da AirBnB: como três rapazes comuns agitaram uma indústria, ganharam bilhões. e criaram uma controvérsia. Tradução de Santiago Nazarian. São Paulo: Buzz Editora, 2018.
Governo do Estado Do Ceará. (2017). SECRETARIA DO TURISMO. Indicadores Turísticos 2010/2016. Set. 2017. Disponível em: <http://www.setur.ce.gov.br/images/PDFs/ESTUDOS-PESQUISAS/indicadores-turismo-2010-2016-02.pdf>. Acesso em: 01 abr. 2018.
Governo do Estado Do Ceará. Descubra o Ceará. Disponível em: <http://www.ceara.gov.br/turismo> Acesso em: 01 de setembro de 2017
Guimarães, A. S.; Borges, M. P. (2008). E. E-turismo: internet e negócios do turismo. São Paulo: Cengage Learning.
Guttentag, D. (2015). AirBnB: Disruptive innovation and the rise of an informal tourism accommodation sector. Current Issues in Tourism, 18(12), 1192–1217. 2015.
Gyódi, K. (2017). AirBnB and Booking. com: Sharing Economy Competing Against Traditional Firms. Working Paper DELab UW. 3.
Herculano, Daniel. (2013). 10 praias mais visitadas do Ceará, Fortaleza 27 mai. 2013. Disponível em: <http://tribunadoceara.uol.com.br/noticias/cotidiano-2/10-praias-mais-visitadas-do-ceara/> Acesso em: 01 abr. 2018.
Mellinas, Juan Pedro; Martínez María-Dolores Soledad-María; García, Juan Jesús Bernal. (2016). Effects of the Booking.com scoring system. Tourism Management 57. 80-83. 2016.
Kotler, P. (2017). Marketing 4.0. Tradução de Ivo Korytowski. Rio de Janeiro: Sextante, 2017.
Lee, Seunghwan; Kim, Dae-Young. (2018). The effect of hedonic and utilitarian value on satisfaction and loyalty of AirBnB users, International Journal of Contemporary Hospitality Management Vol. 30 No. 3, pp. 1332-1351. 2018.
Lovelock, C.; Wirtz, J. (2006). Marketing de Serviços. 5ª edição. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.
Malta, G. A. P., de Souza Braga, S., Perinotto, A. R. C., & Barbosa, M. F. P. (2018). Análise da oferta, uso e qualidade dos APPS de informação turística em Belo Horizonte–MG no período 2014-2017. Marketing & Tourism Review, 3(3).
Martins, José Clerton De O; Coriolano, Luzia Neide. (2009). Ceará turístico: identidades e identificações entre o sertão e o mar. Caderno Virtual de Turismo. Vol. 9, No 1, 2009.
Mendes Filho, L.; Batista, J. O.; Cacho, A. N. B.; Soares, A. L. S. (2017). Aplicativos Móveis e Turismo: Um Estudo Quantitativo Aplicando a Teoria do Comportamento Planejado. Revista Rosa dos Ventos – Turismo e Hospitalidade, 9(II), 179-199.
Middleton, V. (2001). Marketing in Travel and Tourism. 3ª edição. ed. Woburn: Butterworth-Heinemann, 2001.
Mota, Keila C. N. (2013). Análise da Competitividade da Praia do Cumbuco/CE enquanto destinação turística: da percepção dos empresários à realidade do turismo no local. 18 p. 2013. https://www.anptur.org.br/anais/anais/files/12/135.pdf
Parker, G. G.; Alstyne, M. W. V.; Choudhary, S. P. (2016). Plataforma a revolução estratégica: o que é plataforma de negócios, como surgiu e como transforma a economia de alta velocidade. Tradução de Bruno Alexander e Almeida M. Lizandra. São Paulo: HSM do Brasil, 2016.
Paula, A. H. B. (2015). Cadeia Produtiva do Turismo. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2015.
Pinheiro, Y. (2017). Aluguel de imóvel por meio do AirBnB salta 156% em Fortaleza. Diário do Nordeste, 2017. Disponível em: <http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/mobile/cadernos/negocios/aluguel-de-imovel-por-meio-do-AirBnB-salta-156-em-fortaleza-1.1812961>. Acesso em: 2018 Abril 06.
Ramos, E. et al. (2011). E-commerce. 3ª edição. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2011.
Rifkin, J. (2016). Sociedade com custo marginal zero. São Paulo: M. Books do Brasil Editora Ltda., 2016.
Schneider, S.; Schmitt, C. J. (1998). Método comparativo.pdf. Cadernos de Sociologia, Porto Alegre, [s. l.], p. 49-87, 1998.
SETUR/CE. GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ. SECRETARIA DO TURISMO. (2016). Evolução Recente do Turismo no Ceará 2006/16. Disponível em: <http://www.setur.ce.gov.br/index.php/estudos-e-pesquisas>. Acesso em: 01 abr. 2018.
SETUR/CE. SECRETARIA DO TURISMO DO GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ (2018). Site institucional. Disponível em: <http://www.setur.ce.gov.br/index.php/institucional/a-secretaria>. Acesso em: 01 abr. 2018.
Syllos, G. (2018). Distribuição Hoteleira - evolução permanente. Anuário de Distribuição PANROTAS, São Paulo, p. 10 à 16, Março 2018

Publicado

2020-09-12

Como Citar

Perinotto, A. R. C., Belfort Simões, S., Mesquita de Sousa, S. ., & de Souza Braga, S. (2020). IMPACTO DAS PLATAFORMAS DIGITAIS NA OFERTA DE MEIOS DE HOSPEDAGEM: COMPARATIVO DE VENDAS ENTRE BOOKING.COM E AIRBNB. Marketing & Tourism Review, 5(2). https://doi.org/10.29149/mtr.v5i2.5940