A CONFIGURAÇÃO DE IMAGEM DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA PERCEPÇÃO DO SEU PÚBLICO-ALVO

  • Paula Karina Salume Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Karina Fernanda Oliveira Ferreira Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Marcelo de Rezende Pinto Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Gilciele Martins Gonçalves Gomes Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Imagem, instituição de ensino superior, avaliação institucional

Resumo

Este trabalho tem como finalidade apresentar resultados de uma pesquisa com dois objetivos. Em primeiro lugar, avaliar a configuração de imagem de uma grande universidade brasileira por meio das categorias e da composição da imagem para o seu público-alvo no que se refere ao conjunto de dimensões (cognitiva, emocional, funcional e simbólica). Em segundo lugar, apresentar e discutir os possíveis impactos da configuração da imagem nas estratégias da organização pesquisada. Para isso, foi conduzida uma pesquisa com 280 pessoas consideradas como público-alvo da Instituição de Ensino Superior - IES. Para analisar os dados, utilizou-se os procedimentos propostos pelo Método de Configuração da Imagem (MCI) que foi apresentado inicialmente por De Toni (2005). Os resultados dessa etapa da pesquisa evidenciaram que a maioria das categorias é positiva para a universidade e são pertencentes à dimensão cognitiva. Concluiu-se que o MCI pode ser uma ferramenta gerencial útil para os gestores acadêmicos a fim de auxiliá-los na formulação, implementação e controle de ações tanto estratégicas como táticas voltadas para o melhor alinhamento tanto com seus discentes quanto com seu público-alvo.

Biografia do Autor

Paula Karina Salume, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Instituto de Ciências Econômicas e Gerenciais - ICEG
Marcelo de Rezende Pinto, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Programa de Pós-Graduação em Administração - PPGA
Publicado
2018-12-22
Seção
Artigos