Um Estudo sobre a Relação entre a Concentração Acionária e o Nível de Payout das Empresas Brasileiras Negociadas na Bovespa

Autores

  • Aucilene Vasconcelos Hahn
  • Silvania Neris Nossa
  • Aridelmo J. C. Teixeira
  • Valcemiro Nossa

Palavras-chave:

Concentração Acionária, Payout, Conflito de Agency.

Resumo

A concentração acionária pode influenciar na gestão organizacional, assim como, por meio do pagamento de dividendos, sinalizar lucratividade, ou, ainda, ser uma estratégia dos controladores no sentido de mitigar o conflito de agência. Assim, objetiva-se este estudo analisar a relação entre a concentração acionária e o nível do payout. Trata-se de um estudo empírico. Na amostra foram considerados os dados das companhias listadas na Bolsa de Valores de São Paulo - BOVESPA. O estudo foi elaborado por meio de testes empíricos com o emprego de análise de regressão em panel data, considerando-se o período de 1996 a 2008. A amostra foi estudada contemplando todos os dados das empresas, dividindo-a em duas partes: a primeira incluiu todos os valores do payout, e a segunda contém somente os valores do payout acima de 25%. A porcentagem de ações possuídas pelo maior acionista foi utilizada como variável independente, e para a variável dependente foi utilizado o payout. Foram considerados os dados do Balanço não consolidado. Como principal evidência, tem-se que, no caso das empresas brasileiras, que pagaram dividendos acima de 25%, existe relação entre a concentração acionária e o payout, e essa relação é positiva, ou seja, quanto maior a concentração acionária maior o nível do payout.

Downloads

Publicado

2010-10-04

Como Citar

VASCONCELOS HAHN, A.; NERIS NOSSA, S.; TEIXEIRA, A. J. C.; NOSSA, V. Um Estudo sobre a Relação entre a Concentração Acionária e o Nível de Payout das Empresas Brasileiras Negociadas na Bovespa. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 21, n. 3, p. 15-48, 2010. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/963. Acesso em: 7 jul. 2022.