Análise dos Controles Internos Relacionados às Atividades Ambientais das Cooperativas Catarinenses de Energia Elétrica por meio da Matriz de Importância-Desempenho de Slack

Autores

  • Fábio Darci Kowalski
  • Francisco Carlos Fernandes
  • Ana Cristina de Faria

Palavras-chave:

Cooperatives, Importance, Internal Controls, Electric Energy, Performance.

Resumo

A produção de energia elétrica é constantemente desafiada pela busca de equilíbrio entre a demanda por energia e os impactos ambientais trazidos pela construção de usinas hidrelétricas. Este trabalho tem como objetivo evidenciar a relação de importância-desempenho nos controles internos de natureza ambiental nas cooperativas de energia elétrica de Santa Catarina. Quanto aos objetivos, a pesquisa é definida como descritiva transversal (cross sectional); quanto aos procedimentos de coleta de dados, enquadra-se como pesquisa de levantamento censitário; e, quanto à abordagem do problema, enquadra-se como qualitativa. A amostra é censitária, uma vez que todas as 22 cooperativas de energia elétrica do Estado de Santa Catarina foram pesquisadas. Para o estabelecimento de uma análise cruzada de importância e desempenho das cooperativas nos controles internos das atividades ambientais utilizou-se a Matriz de Importância-Desempenho de Slack. Em relação à análise da importância dos controles internos, foi possível estabelecer os rankings de importância e de desempenho das entidades nos 17 itens de controle analisados. Na análise do nível de desempenho individual de todas as cooperativas, percebeu-se que 36% destas apresentam-se em zonas de necessidade de melhorias. Para 64% das entidades analisadas, a situação atual está adequada.

Downloads

Publicado

2010-06-28

Como Citar

KOWALSKI, F. D.; FERNANDES, F. C.; FARIA, A. C. de. Análise dos Controles Internos Relacionados às Atividades Ambientais das Cooperativas Catarinenses de Energia Elétrica por meio da Matriz de Importância-Desempenho de Slack. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 21, n. 2, p. 153-177, 2010. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/886. Acesso em: 6 jul. 2022.