IES Pública X IES Privada: Uma Investigação Sobre o Mito da Influência do Tipo de IES na Atuação Profissional do Contador

Autores

  • Orleans Silva Martins
  • Adriana Fernandes de Vasconcelos
  • Paulo Aguiar do Monte

Palavras-chave:

Instituição de Ensino Superior, Atuação Profissional, Contador.

Resumo

A expansao do ensino superior e o crescimento acentuado do numero de cursos de Ciencias Contabeis tem levado muitas pessoas a pensarem que as instituicoes de ensino superior publicas podem ser decisivas para a colocacao de melhores profissionais no mercado de trabalho, e, consequentemente, levarem esses profissionais a receberem salarios maiores do que aqueles formados por instituicoes privadas. Nesse sentido, o estudo teve como objetivo verificar se existe, de fato, diferenca salarial e de perfil socioeconomico entre os profissionais contabeis formados por IES publicas e os formados por IES privadas. Para isso, foi realizada uma pesquisa de carater exploratorio-descritiva, por meio da pesquisa de campo, com aplicacao de questionarios a 270 contadores dos Estados da Paraiba e do Rio Grande do Norte. A partir dos resultados obtidos, observou-se que a maioria dos contadores entrevistados se formou em IES publicas, 65% trabalhou a maior parte do tempo durante a realizacao do curso de graduacao, e a maioria ja concluiu ou esta cursando um curso de pos-graduacao. Os testes estatisticos realizados revelaram que o tipo de instituicao na qual se forma o contador exerce influencia sobre seu salario e sua experiencia profissional, constatando a veracidade do mito sobre a influencia do tipo de IES na atuacao profissional do contador.

Downloads

Publicado

2009-09-16

Como Citar

MARTINS, O. S.; DE VASCONCELOS, A. F.; DO MONTE, P. A. IES Pública X IES Privada: Uma Investigação Sobre o Mito da Influência do Tipo de IES na Atuação Profissional do Contador. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 39-64, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/614. Acesso em: 4 dez. 2021.