Avaliação do desastre de Brumadinho no desempenho econômico de Minas Gerais

Autores

Resumo

O objetivo deste artigo é avaliar o efeito do desastre de Brumadinho no desempenho econômico em Minas Gerais. Quanto à estratégia empírica, elaboraram-se trajetórias contrafactuais para a economia de Minas Gerais, por meio do controle sintético, para se obter o efeito desse desastre tecnológico. Além das defasagens temporais da variável de resultado, um avanço metodológico foi alcançado por incluir também as defasagens espaciais da variável de resultado para gerar as trajetórias contrafactuais com menor Root Mean Squared Prediction Error (RMPSE). Os resultados revelam que o setor industrial de Minas Gerais não foi afetado pelo desastre de Brumadinho.

Palavras-chave: Brumadinho, desastre tecnológico, controle sintético, defasagens espaciais.

Downloads

Publicado

2023-10-11

Como Citar

CASTRO, L. S. de; ALMEIDA, E. S. de. Avaliação do desastre de Brumadinho no desempenho econômico de Minas Gerais. Nova Economia, [S. l.], v. 33, n. 2, p. 421–447, 2023. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/7658. Acesso em: 30 maio. 2024.

Edição

Seção

Números Regulares

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)