Da racionalidade axiomática à racionalidade ecológica: elementos para a construção de uma agenda de pesquisa em simulação computacional econômica

Autores

Resumo

Este artigo discute o desenvolvimento de uma agenda de pesquisa em simulação computacional econômica para a noção de racionalidade ecológica. Parte-se das críticas à racionalidade axiomática em economia, discutindo-se a sua ineficácia para o tratamento de processos de decisão real. Mostra-se que a crítica à racionalidade axiomática feita por Herbert Simon e à sua noção de Racionalidade Processual permitiu o desenvolvimento de um programa de pesquisa que incorpora sistematicamente o tratamento de heurísticas e pode integrar de maneira consistente a observação do comportamento real dos agentes. Esse programa de pesquisa foi desenvolvido por Gerd Gigerenzer, juntamente com a noção de Racionalidade Ecológica. Propõe-se então, neste artigo, o desenvolvimento de uma agenda de pesquisa em simulação econômica computacional para a obtenção de um conjunto de resultados empíricos que possa apoiar o avanço da teoria.

Palavras-chave: racionalidade, racionalidade ecológica, simulação econômica.

Downloads

Publicado

2023-10-11

Como Citar

RIVERO, S. L. de M.; ALMEIDA, O. Da racionalidade axiomática à racionalidade ecológica: elementos para a construção de uma agenda de pesquisa em simulação computacional econômica. Nova Economia, [S. l.], v. 33, n. 2, p. 503–529, 2023. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/7632. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Números Regulares

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)