Acordo de livre comércio com a UE: a vulnerabilidade dos produtos industriais produzidos pelo Mercosul à competição européia

Autores

  • Marta R. Castilho

Palavras-chave:

acordo de livre comércio,

Resumo

A União Européia e o Mercosul estão atualmente em negociação para a formação de um acordo de livre comércio. A proposta feita pelo Mercosul reflete sua estrutura de produção e de proteção, sendo conseqüentemente mais generosa no setor agrícola do que no industrial. Na realidade, as principais fragilidades competitivas dos países do Mercosul encontram-se concentradas nesses últimos bens, e a UE, por ter importante parcela de mercado nesses países, representa ameaça significativa para os produtores domésticos. Neste artigo, utiliza-se uma metodologia simples para identificar os produtos manufaturados mais vulneráveis ao crescimento das exportações européias. Consideramos que o crescimento do  comércio depende da existência de complementaridade entre as duas regiões, da existência de uma margem de liberalização e que a ameaça da UE aos produtores locais é tão mais intensa quanto maior o comércio intramercosul.

Downloads

Publicado

2009-06-03

Como Citar

CASTILHO, M. R. Acordo de livre comércio com a UE: a vulnerabilidade dos produtos industriais produzidos pelo Mercosul à competição européia. Nova Economia, [S. l.], v. 15, n. 2, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/455. Acesso em: 24 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares