Regra do pico-fim e negligência com relação ao tempo: evidências de um experimento com hóspedes de um resort de praia

Resumo

O objetivo deste estudo consiste em observar se a regra do pico-fim e da negligência com relação ao tempo é verificada em hóspedes de um hotel de lazer, examinando se os clientes demonstram os vieses encontrados na literatura de economia comportamental. O experimento foi realizado com 39 hóspedes de um resort localizado em Florianópolis, Brasil, durante o verão e outono de 2015. Os principais resultados revelam que a regra do pico-fim não é confirmada completamente, já que apenas o pico mostrou-se significativo para determinar a satisfação geral. Em relação à negligência com relação ao tempo, confirma-se que a duração do evento não tem correlação com essa avaliação final.

Palavras-chave: regra do pico-fim; negligência com relação ao tempo; economia comportamental; experimento de campo

Biografia do Autor

Guilherme Faria Alano, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Mestre em Economia, na área de Finanças Comportamentais, pela Universidade Federal de Santa Catarina (2015). Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Santa Catarina (2012). Atua no mercado financeiro como Coordenador de Investimentos em um Administradora de Investimentos para pessoas físicas e jurídicas.

Newton Carneiro Affonso da Costa Junior, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil.

É graduado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, com mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina e doutorado em Administração de Empresas pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas, com doutorado sandwich na Universidade de Lancaster, Reino Unido. Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal de Santa Cataria.

Jéssica Pulino Campara, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Possui graduação e mestrado em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria (2013, 2016). Atualmente é doutoranda em Administração na Universidade Federal de Santa Cataria e professora na área de finanças na Faculdade Energia. 

Publicado
2019-10-11
Como Citar
ALANO, G. F.; COSTA JUNIOR, N. C. A. DA; CAMPARA, J. P. Regra do pico-fim e negligência com relação ao tempo: evidências de um experimento com hóspedes de um resort de praia. Nova Economia, v. 29, n. 2, p. 677-692, 11 out. 2019.
Seção
Números Regulares