Descentralização industrial no Brasil na década de noventa: um processo dinâmico e diferenciado regionalmente

Autores

  • João Saboia

Palavras-chave:

descentralização industrial, emprego industrial, indústria.

Resumo

A indústria brasileira tem passado por um forte processo de modernização e desconcentração espacial nos últimos anos. A guerra fiscal entre as várias unidades da Federação, os salários mais baixos nas regiões menos desenvolvidas, a proximidade de fontes de matérias-primas, o nível da infraestrutura local e o desenvolvimento do Mercosul têm provocado o deslocamento da indústria em direção a diferentes regiões. Alguns estados e regiões têm se destacado, beneficiando-se do processo de descentralização industrial. Enquanto o emprego se reduz na maior parte do País, estados como o Paraná, o Ceará e aqueles localizados na Região Centro-Oeste mostram um grande dinamismo, recebendo novas empresas industriais e apresentando forte crescimento do emprego. Em termos agregados, a Região Sul tem sido a principal beneficiária, aumentando sua participação nos mais diversos segmentos industriais. A partir da análise dos dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), o artigo estuda os principais movimentos do emprego (e do salário) industrial ao longo da década de noventa, procurando determinar  suas principais características. Neste sentido, é desenvolvido um índice baseado no nível de rendimento e escolaridade dos trabalhadores, além da importância do emprego nas profissões técnicas e científicas, que permite diferenciar a indústria localizada nas diversas regiões do País.

Downloads

Publicado

2009-05-26

Como Citar

SABOIA, J. Descentralização industrial no Brasil na década de noventa: um processo dinâmico e diferenciado regionalmente. Nova Economia, [S. l.], v. 11, n. 2, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/389. Acesso em: 28 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares