Análise da financeirização no setor automotivo o caso da Ford Motor Company

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Marcelo José do Carmo
Mário Sacomano Neto
Júlio César Donadone

Resumo

O setor automotivo passa por um processo crescente de financeirização. Cada vez mais as montadoras vêm se tornando objeto de aquisições acionárias e do aumento da participação dos bancos, fundos de investimento e outras instituições financeiras em seus direitos de propriedade. Além disso, há enormes pressões por parte dos altos executivos e dos acionistas para que haja a maximização do valor ao acionista. Neste sentido, a proposta deste trabalho é analisar o processo de financeirização do setor automotivo por meio da Ford Motor Company, a partir de dados secundários da empresa e análise de seu conteúdo. Para analisar a financeirização, ao menos cinco categorias componentes desse processo serão usadas, tais como: proporção do lucro advindo das finanças em comparação com o lucro obtido pela produção; aquisições; composição acionária, origem dos dirigentes da empresa e pagamento de dividendos aos acionistas.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
DO CARMO, M. J.; SACOMANO NETO, M.; DONADONE, J. C. Análise da financeirização no setor automotivo. Nova Economia, v. 28, n. 2, 24 out. 2016.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Marcelo José do Carmo, Universidade Federal de São Carlos - UFSCar

Doutorando em Engenharia de Produção na linha de pesquisa de Instituições, Organizações e Trabalho - IOT

Mário Sacomano Neto, Universidade Federal de São Carlos - UFSCar

Prof. Dr. em Engenharia de Produção no departamento de Engenharia de Produção da UFSCar - São Carlos - linha de pesquisa Instituições, Organizações e Trabalho - IOT.

Júlio César Donadone, Universidade Federal de São Carlos - UFSCar

Prof. Dr. em Engenharia de Produção no departamento de Engenharia de Produção da UFSCar - São Carlos - linha de pesquisa Instituições, Organizações e Trabalho - IOT.