Industrial coagglomeration: some state-level evidence for Brazil

Autores

  • Marcelo Resende Instituto de Economia, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

coaglomeração, indústria de transformação, Rio de Janeiro

Resumo

O artigo quantifica a coaglomeração industrial entre pares de setores da indústria de transformação no Estado do Rio de Janeiro, em 2010. Para tanto, considera-se o índice de coaglomeração avançado por Ellison et al. (2010) e procura se relacionar com indicadores que aproximariam o uso de trabalhadores semelhantes (labor pooling), proximidade com fornecedores e clientes, e vantagens naturais. Observaram-se algumas similaridades com evidência anterior para os EUA, mas também contrastes importantes. A evidência econométrica exploratória pareceu indicar um papel mais forte para as variáveis aproximando labor pooling e intensidade do uso de insumos.

Biografia do Autor

Marcelo Resende, Instituto de Economia, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutor em Economia (D.Phil.) - University of Oxford, professor associado do Instituto de Economia da UFRJ

Downloads

Publicado

2015-08-13

Como Citar

RESENDE, M. Industrial coagglomeration: some state-level evidence for Brazil. Nova Economia, [S. l.], v. 25, n. 1, 2015. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2917. Acesso em: 29 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares