Desindustrialização regional no Brasil

Autores

  • Fagner Diego Spíndola Correia Monteiro Universidade Federal de Pernambuco
  • João Policarpo Rodrigues Lima Universidade Federal de Pernambuco

Palavras-chave:

desindustrialização, economia regional, indústria de transformação.

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar, por uma perspectiva inédita, possíveis indícios de desindustrialização na economia brasileira. Para tanto, analisamos dados regionais e estaduais referentes ao período de 1985 a 2010, utilizando indicadores de desindustrialização já consagrados. Adicionalmente, são analisadas diferenças regionais da relação VTI/VBPI e discute-se sobre ganhadores e perdedores do ponto de vista setorial e regional, ponderando-se razões para o comportamento divergente do processo por região. Por fim, estima-se um modelo paramétrico regredindo participação da indústria de transformação regional no PIB da região e renda per capita regional. Conclui-se que, em nível regional, as regiões Sudeste, Sul e Nordeste acumulam indícios de desindustrialização, enquanto as demais regiões seguem padrão inverso, levando a crer que a desindustrialização brasileira é, em parte, também uma descentralização espacial (regional) da produção industrial e que o processo de desindustrialização brasileiro difere entre as regiões acometidas pelo processo.

Biografia do Autor

Fagner Diego Spíndola Correia Monteiro, Universidade Federal de Pernambuco

Doutorando da Pós-Graduação em Economia da UFPE.

João Policarpo Rodrigues Lima, Universidade Federal de Pernambuco

Professor do Depto de Economia/PIMES/UFPE e pesquisador do CNPq.

Downloads

Publicado

2017-10-10

Como Citar

MONTEIRO, F. D. S. C.; LIMA, J. P. R. Desindustrialização regional no Brasil. Nova Economia, [S. l.], v. 27, n. 2, 2017. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2862. Acesso em: 29 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)