Alfred Marshall e as “evoluções” vitorianas: situando Darwin e Spencer nos fundamentos teóricos do pensamento marshalliano

Autores

  • Manuel Ramon Souza Luz
  • Paulo Sérgio Fracalanza

Palavras-chave:

Marshall, Darwin, Spencer, economia evolucionária, progresso, equilíbrio

Resumo

Partindo de um estudo comparativo entre as vi­sões teóricas de Charles Darwin e Herbert Spen­cer sobre os processos de mudança, este artigo procura entender como a gênese dessas ideias acerca da evolução influenciou o pensamento econômico de Alfred Marshall. Nesse sentido, num primeiro momento apresentamos como Darwin e Spencer construíram abordagens completamente distintas e inconciliáveis para entender os fenômenos de mudança em siste­mas complexos. A seguir, buscaremos entender como Marshall absorveu essas elaborações vito­rianas sobre a evolução dentro de seu construto teórico. Assim, focando nossa investigação nos Principles  (1890) e trabalhando com as ideias ali contidas sobre mudança, progresso, equilí­brio e firma representativa, buscaremos assina­lar que Marshall seguiu um código de ciência caracterizadamente spenceriano, em que sua abordagem, muitas vezes interpretada como “evolucionária”, não apresenta contradição ou incompatibilidade com uma perspectiva fun­dada no essencialismo neoclássico.

Downloads

Publicado

2013-05-13

Como Citar

LUZ, M. R. S.; FRACALANZA, P. S. Alfred Marshall e as “evoluções” vitorianas: situando Darwin e Spencer nos fundamentos teóricos do pensamento marshalliano. Nova Economia, [S. l.], v. 22, n. 3, 2013. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2018. Acesso em: 28 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares