As características da estrutura financeira brasileira e a trajetória de industrialização

Autores

  • Armando João Dalla Costa Universidade Federal do Paraná
  • Elson Rodrigo Souza Santos UFPR

Palavras-chave:

estrutura financeira, industrialização, fimas

Resumo

O artigo tem como objetivo identificar as principais características da estrutura financeira brasileira usando a abordagem histórico-institucional, as alterações legais e discussões sobre suas transformações recentes. As conclusões indicam predomínio do crédito público para financiamento de longo prazo no investimento das firmas e pessoas físicas, aliado ao autofinanciamento por retenção de lucros. Nos anos 2000 o crédito público foi fortalecido devido à crise financeira internacional (2007-...), como parte de uma política anticíclica para manter a demanda aquecida e auxiliar as empresas a financiar os investimentos. No período de crescimento entre 2004 e 2008 foi possível identificar a participação das grandes empresas do mercado de capitais em produtos financeiros como forma de angariar recursos para valorização e investimentos. Entretanto, as grandes firmas se mantêm dependentes dos recursos dos bancos públicos e simpáticas à especulação e a assumir riscos elevados, revelados com a crise.

Biografia do Autor

Armando João Dalla Costa, Universidade Federal do Paraná

Doutor pela Université de Paris III, Sorbonne Nouvelle e Pós-Doutor pela Université de Picardie Jules Verne, Amiens. Professor no Departamento de Economia e no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico da UFPR.

Elson Rodrigo Souza Santos, UFPR

Economista e Mestre em Desenvolvimento Econômico pelo Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico da UFPR

Downloads

Publicado

2014-09-29

Como Citar

DALLA COSTA, A. J.; SOUZA SANTOS, E. R. As características da estrutura financeira brasileira e a trajetória de industrialização. Nova Economia, [S. l.], v. 24, n. 2, 2014. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/1701. Acesso em: 26 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)