Uma retomada da discussão sobre a sustentabilidade da política fiscal do Rio Grande do Sul

Autores

  • Liderau dos Santos Marques Júnior FEE
  • Paulo de Andrade Jacinto PUC-RS

Palavras-chave:

equilíbrio orçamentário intertemporal, testes de cointegração, política fiscal.

Resumo

Este artigo examina a sustentabilidade da política fiscal do Estado do Rio Grande do Sul para os períodos de 1970 a 1997 e 1970 a 2003. No período de 1970 a 2003 a política fiscal se caracterizou por sucessivos déficits primários e pela acumulação de dívida pública. Embora tenha passado por períodos de deterioração da situação fiscal, o Estado jamais decretou o não-pagamento da dívida, o que sugere que a política fiscal foi sustentável nesse período. A partir do uso de testes de cointegração verificou-se evidências favoráveis à hipótese da sustentabilidade da política fiscal durante os períodos analisados.

Downloads

Publicado

2012-01-17

Como Citar

MARQUES JÚNIOR, L. dos S.; JACINTO, P. de A. Uma retomada da discussão sobre a sustentabilidade da política fiscal do Rio Grande do Sul. Nova Economia, [S. l.], v. 21, n. 2, 2012. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/1482. Acesso em: 28 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)