Adam Smith e Francis Ysidro Edgeworth: uma crítica do utilitarismo

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Solange Regina Marin
André Marzulo Quintana

Resumo

Sugerimos, nesse trabalho, a investigação das
concepções de Adam Smith e a de Francis
Ysidro Edgeworth do utilitarismo. Ambas as
concepções foram utilizadas para desenvolver
a Ciência Econômica. Porém, também
apresentaram as limitações da teoria econômica,
cujas fronteiras vislumbradas pelos
autores remetem para a necessidade de avaliar
as ações e condutas humanas com teoria
moral diferente do utilitarismo. Entendemos
que a teoria moral de Adam Smith, esquecida
pela história do pensamento econômico, se
apresenta como alternativa e, em decorrência,
uma ideia promissora para aperfeiçoar o estudo
das ações e condutas ditas econômicas.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
MARIN, S.; QUINTANA, A. Adam Smith e Francis Ysidro Edgeworth: uma crítica do utilitarismo. Nova Economia, v. 21, n. 2, 17 jan. 2012.
Seção
Artigos