Cooperativas de Crédito do Brasil: Classificação em Níveis de Sustentabilidade Financeira Intrassetorial

  • Edison Luiz Leismann
  • Charles Ulises de Montreuil Carmona
Palavras-chave: Sustentabilidade Financeira, Risco de Crédito, Cooperativas de Crédito.

Resumo

Esta pesquisa tem por objetivo classificar, a partir das demonstrações financeiras, as Cooperativas de Crédito Singulares do Brasil em níveis de sustentabilidade financeira. Diante disso, foi realizada uma análise Intrassetorial a partir dos dados de 31/12/2007 disponibilizados pelo Banco Central do Brasil. Essa análise se deu a partir de indicadores das estruturas financeiras, dos ativos e das demonstrações de resultados de 1.439 instituições. No desenvolvimento da classificação, também se utilizou de 31 Demonstrações de Resultados e valores do Ativo e Passivo do ano anterior de liquidação de cooperativas de crédito liquidadas pelo Banco Central entre 2003 e 2006. Foi desenvolvido um índice, denominado de Índice de Sustentabilidade Intrassetorial Financeira das Cooperativas de Crédito (ISIF-Créd.), com cinco escalas de classificação: 1 - Sustentabilidade Precária; 2 - Baixa Sustentabilidade; 3 - Média Sustentabilidade; 4 - Alta Sustentabilidade; e 5 - Excelente Sustentabilidade. Foram levados em consideração para classificação cinco indicadores, a saber: a-Tamanho; b - Independência Financeira; c - Imobilização do Patrimônio Líquido; d - Sobras/Patrimônio Líquido; e e - Autossustentabilidade no Período, considerando seis níveis, sendo um acima do ponto médio e os outros cinco em escalas percentis abaixo do ponto médio intrassetorial. Utilizou-se do software SPSS 15.0 for Windows. Os resultados relacionam 54 cooperativas de crédito como de sustentabilidade precária e 150 como sendo de baixa, sustentabilidade, dentre as que estavam em operação em 31/12/2007, correspondendo a 3,8% e 10,4% respectivamente das 1.439 cooperativas singulares em atividade. Dentre as 31 liquidadas, 74,2% foram classificadas em baixa sustentabilidade e 19,4%, em média sustentabilidade. A metodologia permite segregar, dentre uma grande população, as cooperativas de crédito que devem ser objeto de análise detalhada pelos órgãos reguladores.

Publicado
2010-10-04
Como Citar
LEISMANN, E. L.; CARMONA, C. U. DE M. Cooperativas de Crédito do Brasil: Classificação em Níveis de Sustentabilidade Financeira Intrassetorial. Contabilidade Vista & Revista, v. 21, n. 3, p. 49-72, 4 out. 2010.