EFICIÊNCIA DO ATENDIMENTO ASSISTENCIAL NOS HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS

Autores

  • Samuel Cavalcante Mota Universidade Federal do Ceará – UFC
  • Antonio Rafael Valério de Oliveira Universidade Federal do Ceará – UFC
  • Alessandra Carvalho de Vasconcelos Universidade Federal do Ceará - UFC

DOI:

https://doi.org/10.22561/cvr.v32i3.7060

Palavras-chave:

Eficiência, Atendimento assistencial, Hospitais universitários

Resumo

O aumento dos gastos com saúde, afeta mais os países em desenvolvimento, sobretudo em função do envelhecimento populacional, da inflação dos custos médicos e da polarização econômica e social. Um dos maiores desafios para o gestor público, em especial de saúde, consiste em buscar ganhos de eficiência, já que os recursos são escassos. Referente aos hospitais universitários, a complexidade do atendimento assistencial é agravada pelo acréscimo das atividades de ensino e pesquisa. A criação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) em 2011 implementou a gestão empresarial, onde se acentua a pressão por eficiência. Nesse contexto, o estudo avalia a eficiência do atendimento assistencial nos hospitais universitários federais geridos pela EBSERH. Foi procedida a Análise por Envoltória de Dados (DEA), Modelo BCC (Banker-Charnes-Cooper), com orientação para outputs, para o cálculo da eficiência dos 40 hospitais que mantêm contrato com a EBSERH. Foram aplicados correlação e testes de médias sobre os dados de 2018. Os resultados indicam que 10 hospitais são eficientes, sendo seis localizados na Região Nordeste. Dentre os cinco hospitais com os mais baixos níveis de eficiência, incluem-se os dois do Rio de Janeiro. A taxa de mortalidade foi a variável que apresentou o maior potencial de melhoria, requerendo mais atenção dos gestores. Não foi identificada correlação significante entre a eficiência nos hospitais e a porcentagem de despesas custeadas por fontes de receitas próprias e do SUS. Além disso, observou-se uma diferença entre o nível de eficiência nos hospitais universitários de maior porte e o daqueles de menor porte.

Biografia do Autor

Samuel Cavalcante Mota, Universidade Federal do Ceará – UFC

Mestre em Administração e Controladoria pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Contador da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Antonio Rafael Valério de Oliveira , Universidade Federal do Ceará – UFC

Mestre em Administração e Controladoria pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Contador da Universidade Federal do Cariri (UFCA).

Alessandra Carvalho de Vasconcelos, Universidade Federal do Ceará - UFC

Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Docente do Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Referências

Afonso, A., Schuknecht, L., & Tanzi, V. (2010) Income distribution determinants and public spending efficiency. Journal of Economic Inequality, 8(3), 367-389. 10.1007/s10888-010-9138-z

Araújo, K. M., & Leta, J. (2014). Os hospitais universitários federais e suas missões institucionais no passado e no presente. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, 21(4), 1261-1281. https://doi.org/10.1590/S0104-59702014005000022

Avelar, A. B. A., Silva, A. S., Fouto, N. M. M. D. (2018). Evolução dos custos médico-hospitalares de planos privados de assistência à saúde no Brasil. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, 7(1), 29-43. http://dx.doi.org/10.5585/rgss.v7i1.381

Banker, R. D., Charnes, A., & Cooper, W. W. (1984). Some models for estimating technical and scale inefficiencies in data envelopment analysis. Management Science, 30(9), 1078-1092. https://doi.org/10.1287/mnsc.30.9.1078

Barreto, J. O. M. (2015). Pagamento por desempenho em sistemas e serviços de saúde: uma revisão das melhores evidências disponíveis. Ciência & Saúde Coletiva, 20, 1497-1514. https://doi.org/10.1590/1413-81232015205.01652014.

Bonacim, C. A. G., & Araújo, A. M. P. (2010). Gestão de custos aplicada a hospitais universitários públicos: a experiência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP. Revista de Administração Pública, 44(4), 903-931. https://doi.org/10.1590/S0034-76122010000400007

Borges, J. C. P., Barcelos, M., & Rodrigues, M. S. (2018). Empresarização da saúde pública: o caso da EBSERH. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 12(4), 75-90. https://doi.org/10.12712/rpca.v12i4.27119

Borgonovi, E., & Compagni, A. (2013). Sustaining universal health coverage: the interaction of social, political, and economic sustainability. Value in Health, 16(1), S34-S38. https://doi.org/10.1016/j.jval.2012.10.006

Cesconetto, A., Lapa, J. S., & Calvo, M. C. M. (2008). Avaliação ¬da eficiência produtiva de hospitais do SUS de Santa Catarina, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 24, 2407-2417. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2008001000021

Charnes, A., Cooper, W. W., & Rhodes, E. (1978). Measuring the efficiency of decision-making units. European Journal of Operational Research, 2(6), 429-444. https://doi.org/10.1016/0377-2217(78)90138-8

Conselho Federal de Medicina. (2019). Hospitais universitários. Recuperado em 17 dezembro, 2019, de https://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=28445:2019-09-23-13-00-34&catid=33:hospitais-universitarios&Itemid=46

Dantas, M. G. S., & Boente, D. R. (2012). A utilização da análise envoltória de dados na medição de eficiência dos clubes brasileiros de futebol. Contabilidade Vista & Revista, 23(2), 101-130. Recuperado de https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/1549

Emenda Constitucional n. 19, de 04 de junho de 1998. (1998). Brasília. Recuperado em 17 dezembro, 2020, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Emendas/Emc/emc19.htm

Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. (n.d.a). Painéis de monitoramento. Recuperado em 19 dezembro, 2019, de http://ebserh.gov.br/paineis

Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. (n.d.b). Sobre a rede EBSERH. Recuperado em 25 dezembro, 2019, de http://ebserh.gov.br/sobre-a-rede-ebserh

Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. (n.d.c). Sobre os hospitais universitários. Recuperado em 17 dezembro, 2018, de http://ebserh.gov.br/hospitais-universitarios-federais

Espejo, M. M. S. B., Portulhak, H., & Martins, D. B. (2015). Práticas de controle gerencial em hospitais universitários federais. Gestão & Regionalidade, 31(92), 39-52. https://doi.org/10.13037/gr.vol31n92.2421

Farrell, M. J. (1957). The measurement of productive efficiency. Journal of the Royal Statistical Society: Series A (General), 120(3), 253-281. https://doi.org/10.2307/2343100

Fávero, L. P. L., Belfiore, P. P., Silva, F. L., & Chan, B. L. (2009). Análise de dados: Modelagem multivariada para tomada de decisões. Rio de Janeiro: Elsevier.

Hadad, S., Hadad, Y., & Simon-Tuval, T. (2013). Determinants of healthcare system’s efficiency in OECD countries. The European Journal of Health Economics, 14(2), 253-265.

Hair, J. F., Júnior, Black, W. C., Babin, B. J. Anderson, R. E., & Tatham, R. L. (2009). Análise multivariada de dados (5a ed.). Porto Alegre: Bookman.

Kirigia, J. M., Emrouznejad, A., Sambo, L. G., Munguti, N., & Liambila, W. (2004). Using data envelopment analysis to measure the technical efficiency of public health centers in Kenya. Journal of Medical Systems, 28(2), 155-166. 10.1023/b:joms.0000023298.31972.c9

Kohl, S., Schoenfelder, J., Fügener, A., & Brunner, J. O. (2019). The use of data envelopment analysis (DEA) in healthcare with a focus on hospitals. Health Care Management Science, 22(2), 245-286. https://doi.org/10.1007/s10729-018-9436-8

Lei n. 12.550, de 15 de dezembro de 2011. Autoriza o Poder Executivo a criar a empresa pública denominada Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH; acrescenta dispositivos ao Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 - Código Penal; e dá outras providências. Brasília, 2011. Recuperado em 17 dezembro, 2020, de http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2011-2014/2011/Lei/L12550.htm

Lee, S., & Kim, C. (2018). Estimation of association between healthcare system efficiency and policy factors for public health. Applied Sciences, 8(12), 2674. https://doi.org/10.3390/app8122674

Lins, M. E., Lobo, M. S. C., Silva, A. C. M., Fiszman, R., & Ribeiro, V. J. P. (2007). O uso da análise envoltória de dados (DEA) para avaliação de hospitais universitários brasileiros. Ciência & Saúde Coletiva, 12, 985-998. https://doi.org/10.1590/S1413-81232007000400020

Lobo, M. S. C., Silva, A. C. M., Lins, M. P. E., & Fiszman, R. (2010). Avaliação de desempenho e integração docente-assistencial nos hospitais universitários. Revista de Saúde Pública, 44, 581-590. https://doi.org/10.1590/S0034-89102010000400001

Lobo, M. S. C., Silva, A. C. M., Lins, M. P. E., & Fiszman, R. (2009). Impacto da reforma de financiamento de hospitais de ensino no Brasil. Revista de Saúde Pública, 43, 437-445. https://doi.org/10.1590/S0034-89102009005000023

Lobo, M. S. C., Silva, A. C. M., Lins, M. P. E., & Fiszman, R. (2011). Influência de fatores ambientais na eficiência de hospitais de ensino. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 20(1), 37-45. http://dx.doi.org/10.5123/S1679-49742011000100005

Lobo, M. S. C., Rodrigues, H. C., André, E. C. G. Azeredo, J. A., & Lins, M. P. E. (2016). Análise envoltória de dados dinâmica em redes na avaliação de hospitais universitários. Revista de Saúde Pública, 50, 22. https://doi.org/10.1590/S1518-8787.2016050006022

Martini, B. P., Machado, D. G., Menezes, G., & Souza, M. A. (2019). Avaliação financeira de eficiência relativa: uma análise em hospitais universitários federais do Brasil. Anais do Congresso Anpcont, São Paulo, SP, Brasil, 13.

Mello, J. C. C. B. S., Meza, L. A., Gomes, E. G., & Biondi, L., Neto. (2005). Curso de análise de envoltória de dados. Simpósio Brasileiro de Pesquisa Operacional, 37, 2520-2547.

Mendes, E. V. As redes de atenção à saúde. (2011). Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde. Recuperado em 01 fevereiro, 2020, de http://www.paho.org/bra/index.php?option=com_docman&view=download&category_slug=servicos-saude-095&alias=1402-as-redes-atencao-a-saude-2a-edicao-2&Itemid=965

Ministério da Saúde. (1977). Conceitos e definições. Brasília. Recuperado em 31 janeiro, 2020, de http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/0117conceitos.pdf

Ministério da Saúde. (n.d.). Departamento de informática do SUS (DATASUS). Recuperado em 25 dezembro, 2019, de http://datasus.saude.gov.br

Miranda, G. J., Carvalho, C. E., Martins, V. F., & Faria, A. F. (2007). Custeio ABC no ambiente hospitalar: um estudo nos hospitais universitários e de ensino brasileiros. Revista Contabilidade & Finanças, 18(44), 33-43. https://doi.org/10.1590/S1519-70772007000200004

Nascimento, J. C. H. B., Nossa, V., Bernardes, J. R., & Sousa, W. D. (2015). A eficiência dos maiores clubes de futebol brasileiros: evidências de uma análise longitudinal no período de 2006 a 2011. Contabilidade Vista & Revista, 26(2), 137-161. Recuperado de https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/2707

Oliveira, H. C. S. (2016). Desempenho do contrato de gestão e a situação econômico-financeira dos hospitais gerais administrados organizações sociais de saúde: uma análise no estado de São Paulo. Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Peixoto, M. G. M. (2016). Análise envoltória de dados e análise de componentes principais: uma proposta de medição do desempenho de organizações hospitalares sob a perspectiva de hospitais universitários federais do Brasil. Tese de Doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Peña, C. R. (2008). Um modelo de avaliação da eficiência da administração pública através do método análise envoltória de dados (DEA). Revista de Administração Contemporânea, 12(1), 83-106. https://doi.org/10.1590/S1415-65552008000100005

Scherer, M. D. D. A., Conill, E. M., Jean, R., Taleb, A., Gelbcke, F. L., Pires, D. E. P. D., & Joazeiro, E. M. G. (2018). Desafios para o trabalho em saúde: um estudo comparado de Hospitais Universitários na Argélia, Brasil e França. Ciência & Saúde Coletiva, 23, 2265-2276. https://doi.org/10.1590/1413-81232018237.08762018

Silva, B. N., Costa, M. A. S., Abbas, K., & Galdamez, E. V. C. (2017). Eficiência hospitalar das regiões brasileiras: um estudo por meio da análise envoltória de dados. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, 6(1), 76-91. http://dx.doi.org/10.5585/rgss.v6i1.314

Silva, M. Z., Moretti, B. R., & Schuster, H. A. (2016). Avaliação da eficiência hospitalar por meio da análise envoltória de dados. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, 5(2), 100-114. http://dx.doi.org/10.5585/rgss.v5i2.248

Sousa, M. C. S., & Ramos, F. S. (1999). Eficiência técnica e retornos de escala na produção de serviços públicos municipais: o caso do Nordeste e do Sudeste brasileiros. Revista Brasileira de Economia, 53(4), 433-461. https://doi.org/10.1590/S0034-71401999000400002

Souza, I. V., Nishijima, M., & Rocha, F. (2010). Eficiência do setor hospitalar nos municípios paulistas. Economia Aplicada, 14(1), 51-66. https://doi.org/10.1590/S1413-80502010000100004

Tesouro Nacional. (2018). Aspectos fiscais da saúde no Brasil. Recuperado 15 dezembro, 2019, de http://www.tesourotransparente.gov.br/publicacoes/aspectos-fiscais-da-saude-no-brasil/2018/30

Tonelotto, D. P., Crozatti, J., Moraes, V. M., & Righetto, P. (2019). Hospitais de alta complexidade do Estado de São Paulo: uma análise comparativa dos níveis de eficiência obtidos pelos modelos de gestão de administração direta e de organização social. Administração Pública e Gestão Social, 11(4), 59-77. https://doi.org/10.21118/apgs.v4i11.7175

Venturini, L. D. B., Souza, R. L., & Bianchi, M. (2020). Eficiência na alocação dos recursos públicos do Poder Judiciário: um estudo na 4ª Região Federal. Contabilidade Vista & Revista, 31(3), 26-51. https://doi.org/10.22561/cvr.v31i2.5178

Xu, K., Soucat, A., Kutzin, J., Brindley, C., Maele, N. V., Touré, H., Garcia, M. A., Li, D., Barroy, H., Flores, G., Roubal, T., Indikadahena, C., Cherilova, V., & Siroka, A. (2018). Public spending on health: a closer look at global trends. World Health Organization. Retrieved December 15, 2020, from https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/276728/WHO-HIS-HGF-HF-WorkingPaper-18.3-eng.pdf

Publicado

2021-12-10

Como Citar

MOTA , S. C.; VALÉRIO DE OLIVEIRA , A. R.; VASCONCELOS, A. C. de. EFICIÊNCIA DO ATENDIMENTO ASSISTENCIAL NOS HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 32, n. 3, p. 242-266, 2021. DOI: 10.22561/cvr.v32i3.7060. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/7060. Acesso em: 22 jan. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)