CUSTOS CONSIDERADOS NA ESCOLHA DAS MODALIDADES DE GERENCIAMENTO DE RESULTADOS: ESTUDO EMPÍRICO EM EMPRESAS LISTADAS NA B3

Autores

  • Jaqueline da Silva Marques Fucape Business School
  • Felipe Ramos Fucape Business School

DOI:

https://doi.org/10.22561/cvr.v33i2.6829

Palavras-chave:

Accruals, Decisões Operacionais, Gerenciamento de Resultados, trade-off

Resumo

O estudo verifica quais custos associados influenciam a escolha (trade-off) de uma prática de gerenciamento de resultados (GR), em detrimento de outra, pelas empresas. Para tanto, realizou-se um estudo empírico com as empresas brasileiras de capital aberto listadas na B3 no período 2008-2017, desenvolvido em duas etapas. Na primeira, foram estimados os níveis de custos de produção considerados normais, despesas discricionárias e accruals, seguindo a metodologia proposta por Roychowdhury (2006) e Jones modificado (Dechow et al., 1995). Na segunda etapa, seguindo Zang (2012), os resíduos dos modelos propostos fizeram parte das múltiplas regressões estimadas em painel, para avaliar o efeito dos custos de cada modalidade de gerenciamento. Os dados foram obtidos via plataforma Economática, sendo tratados no software Stata. Os resultados indicam que as empresas auditadas por Big4 tendem a incorrer menos em GR baseado em accruals e que empresas consideradas líderes no segmento em que atuam engajam-se mais em manipulação por atividades reais. Não foi possível confirmar que, em função de seu status pouco competitivo no setor, empresas não líderes usam mais GR por accruals. Por outro lado, condição financeira menos saudável é determinante para gerenciamento por accruals. Além disso, os resultados indicam uma relação substitutiva entre manipulação de atividades reais e GR por accruals. O nível desse último está negativamente relacionado com o valor inesperado do primeiro, realizado no final do exercício social.

Biografia do Autor

Jaqueline da Silva Marques, Fucape Business School

Mestre em Ciências Contábeis. Fucape Business School. Av. Fernando Ferrari, 1358, Goiabeiras, Vitória – ES, CEP 29075-053. (27) 4009-4444. m.jaqueline988@gmail.com

https://orcid.org/0000-0002-7433-747X

Felipe Ramos, Fucape Business School

Doutor em Ciências Contábeis e Administração. Fucape Business School. Av. Fernando Ferrari, 1358, Goiabeiras, Vitória – ES, CEP 29075-053. (27) 4009-4444. felipe.ramos@fucape.br

https://orcid.org/0000-0002-0469-9176

Referências

Alhadab, M., & Clacher, I. (2018). The impact of audit quality on real and accrual earnings management around IPOs. The British Accounting Review, 50(4), 442-461. https://doi.org/10.1016/j.bar.2017.12.003

Bruni, A. L., Dias, J. M., Filho, & Lima, B. J. (2014). Gerenciamento de resultados por meio de decisões operacionais e a adoção das práticas contábeis internacionais: evidências no setor de material básico. Anais do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, São Paulo, SP, Brasil, 14.

Cohen, D. A., & Zarowin, P. (2010). Accrual-based and real earnings management activities around seasoned equity offerings. Journal of Accounting and Economics, 50(1), 2-19. https://doi.org/10.1016/j.jacceco.2010.01.002

Costa, C. M., & Soares, J. M. M. V. (2022). Standard Jones and modified Jones: an earnings management tutoria. Revista de Administração Contemporânea, 26(2), 1-13. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2022200305.en

Crespo, G. C. C. (2014). Gerenciamento de resultados por escolhas contábeis e por decisões operacionais: o impacto da implantação das normas internacionais de contabilidade em companhias brasileiras de capital aberto. Dissertação de mestrado, Ciências Contábeis, Fucape, Vitória, ES, Brasil.

Cupertino, C. M., & Martinez, A. L. (2008). Qualidade da auditoria e earnings management: risk assessment através do nível dos accruals discricionários. Contabilidade Vista & Revista, 19(3), 69-93. https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/361

Dani, A. C., Panucci, Filho, L., Santos, C. A. D., & Klann, R. C. (2017). Utilização de provisões para a prática de gerenciamento de resultados em empresas brasileiras. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 5(3), 37-56. https://doi.org/10.18405/recfin20170303

Dechow, P. M., Sloan, R. G., & Sweeney, A. P. (1995). Detecting earnings management. The Accounting Review, 70(2), 193-225. http://sseriga.free.fr/course/uploads/FA%20-%20PM/Dechow_et_al_1995.pdf

Ferreira, F. R., Martinez, A. L., Costa, F. M., & Passamani, R. R. (2012). Book-tax differences e gerenciamento de resultados no mercado de ações do Brasil. Revista de Administração de Empresas, 52(5), 488-501. https://doi.org/10.1590/S0034-75902012000500002

Habbash, M., & Alghamdi, S. (2017). Audit quality and earnings management in less developed economies: the case of Saudi Arabia. Journal of Management & Governance, 21(2), 351-373. https://doi.org/10.1007/s10997-016-9347-3

Jie, G., Baichao, G., & Xiao, W. (2017). Trade-off between real activities earnings management and accrual-based manipulation-evidence from China. Journal of International Accounting, Auditing and Taxation, 29, 66-80. https://doi.org/10.1016/j.intaccaudtax.2017.08.001

Jones, J. J. (1991). Earnings management during import relief investigations. Journal of Accounting Research, 29(2), 193-228. https://doi.org/10.2307/2491047

Martinez, A. L. (2013). Gerenciamento de resultados no Brasil: um survey da literatura. Brazilian Business Review, 10(4), 1-31. http://www.spell.org.br/documentos/ver/17672/gerenciamento-de-resultados-no-brasil--um-survey-da-literatura/i/pt-br

Martinez, A. L. (2002). Gerenciamento dos resultados contábeis: estudo empírico das companhias abertas brasileiras. Tese de doutorado, Controladoria e Contabilidade, Universidade de São Paulo, SP. http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-14052002-110538/pt-br.php

Novaes, P. V. G., Borges, P., Junior, Almeida, J. E. F., & Bortolon, P. M. (2018). Accruals discricionários e previsões otimistas dos analistas: incentivos e consequências. Contabilidade Vista & Revista, 29(1), 28-47. https://doi.org/10.22561/cvr.v29i1.3627

Oz, I. O., & Yelkenci, T. (2018). Examination of real and accrual earnings management: a cross-country analysis of legal origin under IFRS. International Review of Financial Analysis, 58, 24-37. https://doi.org/10.1016/j.irfa.2018.04.003

Paulo, E., Martins, E., & Corrar, L. J. (2007). Detecção do gerenciamento de resultados pela análise do diferimento tributário. Revista de Administração de Empresas, 47(1), 46-59. https://doi.org/10.1590/S0034-75902007000100005

Rey, J. M. (2012). Gerenciamento de resultados baseado em escolhas contábeis e por decisões operacionais: estudo do impacto da lei Sarbanes-Oxley em empresas brasileiras emissoras de ADRs. Anais do Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 36.

Rodrigues, R. M. R. C., Paulo, E., & Melo, C. L. L. (2017) Gerenciamento de resultados por decisões operacionais para sustentar desempenho nas empresas não financeiras do Ibovespa. Contabilidade Vista & Revista, 28(3). 82-102. https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/3729

Roychowdhury, S. (2006). Earnings management through real activities manipulation. Journal of Accounting and Economics, 42(3), 335-370. https://doi.org/10.1016/j.jacceco.2006.01.002

Rosa, A. F., Mendes, A. C. A., Teixeira, G. M. A., & Martins, S. (2011). Earnings management no Brasil: uma análise sob a perspectiva sociométrica e bibliométrica. Contabilidade Vista & Revista, 21(4), 189-218. https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/928

Zang, A. Y. (2012). Evidence on the trade-off between real activities manipulation and accrual-based earnings management. The Accouting Review, 87(2). 675-703. https://www.jstor.org/stable/23245619

Zhu, T., Lu, M., Shan, Y., & Zhang, Y. (2015). Accrual-based and real activity earnings management at the back door: evidence from Chinese reverse mergers. Pacific-Basin Finance Journal, 35, 317-339. https://doi.org/10.1016/j.pacfin.2015.01.008

Publicado

2022-09-13

Como Citar

DA SILVA MARQUES, J.; RAMOS, F. CUSTOS CONSIDERADOS NA ESCOLHA DAS MODALIDADES DE GERENCIAMENTO DE RESULTADOS: ESTUDO EMPÍRICO EM EMPRESAS LISTADAS NA B3. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 33, n. 2, p. 84-105, 2022. DOI: 10.22561/cvr.v33i2.6829. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/6829. Acesso em: 4 out. 2022.