A Corrupção em uma Abordagem Econômico-Contábil e o Auxílio da Auditoria como Ferramenta de Combate

Autores

  • Aline Moura Costa da Silva
  • Eliane Cortes Braga
  • Luiz da Costa Laurencel

Palavras-chave:

Corrupção, Abordagem Econômica, Abordagem Contábil, Auditoria.

Resumo

Nas duas últimas décadas, as notícias e denúncias sobre casos de corrupção e, consequentemente, os estudos sobre este assunto, aumentaram consideravelmente. A corrupção, embora, em grande parte, referir-se ao setor público, é um fenômeno que não isenta o setor privado e as organizações não governamentais. A relevância e a contemporaneidade do presente assunto ocorrem devido aos reflexos nas mais diferentes esferas da sociedade, visto que, a corrupção provoca diversos malefícios para uma nação, dificultando o seu progresso. Este estudo buscou, por meio de uma revisão bibliográfica, analisar o tema corrupção. Para tal, inicialmente, procurou-se apresentar alguma interrelação entre as ciências contábil e econômica, e, em seguida, uma análise da corrupção sob os enfoques dessas duas ciências. Foram destacados alguns dos esforços e dos projetos mundiais elaborados com o propósito de reprimir a corrupção. Por fim, enfatizou-se o papel preponderante da Auditoria como ferramenta útil no combate à corrupção; a Lei Sarbanes-Oxley e o desen-volvimento de sistemas informatizados são exemplos de esforços da Auditoria no sentido de estar mais bem preparada para atender a essas novas demandas. Com o presente estudo, chegou-se à conclusão que uma aprofundada auditoria, contendo sofisticados observadores organizacionais, e não apenas auditores contábeis tradicionais, torna-se uma ferramenta eficaz e necessária para o auxílio ao combate do supracitado fenômeno.

Downloads

Publicado

2009-08-05

Como Citar

DA SILVA, A. M. C.; BRAGA, E. C.; LAURENCEL, L. da C. A Corrupção em uma Abordagem Econômico-Contábil e o Auxílio da Auditoria como Ferramenta de Combate. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 20, n. 1, p. 95-117, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/575. Acesso em: 27 nov. 2020.