COMPREENSIBILIDADE DE LEITURA DOS ESTUDANTES DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS POR MEIO DA TÉCNICA CLOZE

  • Lara Fabiana Dallabona Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
  • Daniela Aparecida Vuolo Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
  • Caroline Sulzbach Pletsch Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Palavras-chave: Compreensibilidade de Leitura. Estudantes. Ciências Contábeis. Técnica Cloze.

Resumo

O estudo objetiva analisar a compreensibilidade de leitura dos estudantes de ciências contábeis em relação a assuntos envolvendo o profissional contábil, por meio da técnica cloze. Para tanto, desenvolveu-se pesquisa descritiva, de levantamento e quantitativa, com utilização da estatística descritiva. A amostra compreendeu 145 estudantes matriculados no curso de ciências contábeis de uma universidade do Sul do Brasil, no primeiro semestre de 2015, que responderam ao instrumento de pesquisa entre os dias 11 a 20 de maio de 2015. Quanto à compreensibilidade de leitura, o estudo utilizou seis textos de temas relacionados à profissão contábil, baseados em referências extraídas dos planos de ensino da universidade, sendo: ética profissional, contabilidade I, contabilidade de custos, contabilidade tributária, auditoria, legislação trabalhista e previdenciária. Os resultados demonstram que os temas mais específicos da área contábil, tais como, contabilidade de custos, contabilidade tributária e auditoria, são assuntos de menor compreensibilidade na leitura. A ética profissional que é um tema habitual para todas as profissões e a contabilidade I que envolve conhecimentos básicos sobre a contabilidade, foram os temas que obtiveram os maiores percentuais de compreensibilidade de leitura, 40% e 32% respectivamente. De modo geral, a maioria dos estudantes não possuem habilidade de leitura suficiente, dificultando a compreensão do texto de cada tema, e assim não respondendo completamente os questionários com a aplicação da técnica Cloze.

Biografia do Autor

Lara Fabiana Dallabona, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

Doutora em Ciências Contábeis e Administração pela Universidade Regional de Blumenau - FURB.

Mestre em Ciências Contábeis pela Universidade Regional de Blumenau - FURB.

Graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Regional de Blumenau - FURB.

Daniela Aparecida Vuolo, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Graduada em Ciências Contábeis pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC/CEAVI
Caroline Sulzbach Pletsch, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Mestre em Ciências Contábeis pela Universidade Universidade Regional de Blumenau - FURB.
Publicado
2018-04-26