Mudança de Paradigma na Contabilidade Brasileira: Uma Explicação Fundamentada na Sociologia da Tradução

Autores

  • Octavio Ribeiro de Mendonça Neto
  • Ricardo Lopes Cardoso
  • Edson Luiz Riccio
  • Marici Cristine Gramacho Sakata

Palavras-chave:

Conhecimento Contábil, Sociologia da Tradução e Literatura Contábil

Resumo

    O presente trabalho é uma contribuição para o estudo da formação do pensamento contábil brasileiro. Seu objetivo é explicar a mudança de paradigma ocorrida em meados do século passado quando a influência do pensamento contábil americano passou a predominar, em nosso ambiente, em detrimento daquele da escola italiana que havia prevalecido até então. Para tanto, utiliza a abordagem da sociologia da tradução, que tem sido empregada em outras áreas para explicar processos de construção do conhecimento e de mudanças organizacionais. A aplicação desta abordagem implica em seguir os atores, o que no caso foi feito com base na análise da literatura brasileira de contabilidade de então, publicada na Revista Brasileira de Contabilidade (1912 a 1933) e na Revista Paulista de Contabilidade (1922 a 1979). Foram examinados 87 exemplares destes periódicos, num total de 777 artigos, os quais foram classificados conforme a metodologia de Denzin e Lincoln (2005 p. 21 a 26). Os resultados obtidos revelam a eficácia do modelo de análise utilizado na explicação da mudança do paradigma em questão. Sua aplicação permitiu identificar os principais interessados na mudança, os métodos de persuasão e alistamento utilizados e a consolidação do processo através da mobilização de aliados.

Downloads

Publicado

2009-05-13

Como Citar

NETO, O. R. de M.; CARDOSO, R. L.; RICCIO, E. L.; SAKATA, M. C. G. Mudança de Paradigma na Contabilidade Brasileira: Uma Explicação Fundamentada na Sociologia da Tradução. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 19, n. 2, p. 113-139, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/356. Acesso em: 26 jan. 2021.