Proposta de Utilização de Beta-Indicador como Modelo Determinístico para Gestão de Custos Estimados nas Pequenas e Médias Empresas

Autores

  • Manuel Meireles
  • Márcio Luiz Marietto
  • Cida Sanches
  • Orlando Roque da Silva

Palavras-chave:

Gestão de Custos em PME, Indicadores, Beta-Indicadores, Tomada de Decisão

Resumo

    Este trabalho propõe um modelo determinístico aplicado ao controle de custos com base em Beta-indicadores. O modelo de beta-indicadores possibilita a gestão de custos estabelecendo alertas, especialmente nos casos em que os custos são estimados por meio de valores: otimista (a), mais-provável (m) e pessimista (b). Ou seja: dados os valores a, m e b de custos estimados o modelo de beta-indicadores atribui uma distribuição probabilística do tipo Beta. O modelo proposto é aplicável à gestão de custos e pode ser aplicado de diversas formas: i) para estabelecer níveis de alerta para custos estimados; e ii) para determinar a probabilidade de certo custo ser alcançado ou ultrapassado. Pequenas alterações no processo de apuração de custos possibilitam usar adequadamente os beta-indicadores, não só na definição do custo modal (custo mais provável) mas também de nível de alerta na planilha de custos, chamando a atenção para a Produção quando tal nível estiver potencialmente sendo superado. A análise da acurácia do modelo foi feita por simulação e testes para aferir o grau de aderência dos valores observados aos valores esperados. A pesquisa atende às Pequenas e Médias Empresas por tratar-se de uma proposição sobre um software (Excel), relativamente, comum e accessível as PME’s demonstrando ser viável econômica e tecnologicamente a esta categoria empresarial.

Downloads

Publicado

2009-05-13

Como Citar

MEIRELES, M.; MARIETTO, M. L.; SANCHES, C.; DA SILVA, O. R. Proposta de Utilização de Beta-Indicador como Modelo Determinístico para Gestão de Custos Estimados nas Pequenas e Médias Empresas. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 18, n. 4, p. 129-150, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/343. Acesso em: 24 nov. 2020.