A Evidenciação Voluntária do Capital Intelectual: um Estudo Revisionista do Contexto Internacional

Autores

  • Fernando Nitz de Carvalho
  • Sandra Rolim Ensslin

Palavras-chave:

Capital Intelectual, Evidenciação Voluntária, Contexto Internacional

Resumo

    Este artigo apresenta os resultados de uma investigação sobre o estado da pesquisa em evidenciação de Capital Intelectual (CI), no contexto internacional, por meio da análise de uma amostragem de vinte trabalhos empíricos, entre o período de 2000 a 2005. O objetivo é verificar como os pesquisadores estão procedendo para mapear as formas de evidenciação de CI nas empresas. Destaca-se um levantamento da metodologia utilizada, uma identificação das variáveis examinadas e uma descrição da evidenciação. A seguir, é feita uma análise comparativa dos artigos, para se traçar o comportamento teórico e metodológico da área, conforme manifestado nos estudos revisados. Os resultados apontam para (i) uma tendência à replicação de estudos baseados na técnica de análise de conteúdo, adaptada por Guthrie e Petty (2000); (ii) uma tendência a aceitar o framework de classificação de Sveiby (1997), no que concerne às categorias e elementos constituintes do capital intelectual.

Downloads

Publicado

2009-05-11

Como Citar

DE CARVALHO, F. N.; ENSSLIN, S. R. A Evidenciação Voluntária do Capital Intelectual: um Estudo Revisionista do Contexto Internacional. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 17, n. 4, p. 55-72, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/312. Acesso em: 3 dez. 2021.