A Finalidade da Avaliação de Empresas, no Brasil, Apresenta Viés?: Evidências empíricas sob o ponto de vista do desempenho econômico-financeiro

Autores

  • Moisés Ferreira Cunha Universidade Federal de Goiás
  • Eliseu Martins Universidade de São Paulo
  • Alexandre Assaf Neto Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Avaliação de empresas, Viés da avaliação, Desempenho econômico-financeiro, Finalidade da avaliação, Oferta pública de aquisição de ações

Resumo

O objetivo da pesquisa é investigar e avaliar se, na média, a finalidade da avaliação causa viés nas projeções de desempenho econômico-financeiro feitas pelas empresas brasileiras, em laudos de avaliação e, se são aderentes ao longo do tempo. Foi estabelecido um conjunto de 10 variáveis que evidenciam o desempenho econômico-financeiro. A partir disso, foram levantadas as projeções dessas variáveis nos laudos de avaliação de empresas com o objetivo de Oferta Pública de Aquisição de Ações (OPAs) no período de 2002 a 2008, e comparadas às realizadas ao longo de até dois períodos após o processo de avaliação. Foram realizados testes de médias, em amostras emparelhadas, com aplicação do teste paramétrico t_Student ou o teste não paramétrico de Wilcoxon. Os resultados demonstram que a finalidade da avaliação voluntária mostrou viés do desempenho econômico-financeiro superavaliado, enquanto os laudos de avaliação com a finalidade de cancelamento de registro não mostram subavaliação do desempenho.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2013-04-26

Como Citar

CUNHA, M. F.; MARTINS, E.; ASSAF NETO, A. A Finalidade da Avaliação de Empresas, no Brasil, Apresenta Viés?: Evidências empíricas sob o ponto de vista do desempenho econômico-financeiro. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 23, n. 3, p. 15-47, 2013. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/1741. Acesso em: 6 jul. 2022.