RELAÇÃO DO DESEMPENHO FINANCEIRO E DOS RISCOS OPERACIONAIS NA REMUNERAÇÃO DE EXECUTIVOS DE EMPRESAS BRASILEIRAS COM ADRs

Iago França Lopes, Valdirene Gasparetto, Darci Schnorrenberger, Rogério João Lunkes

Resumo


Este estudo objetiva identificar a influência do desempenho financeiro e dos riscos operacionais na remuneração de executivos de empresas brasileiras com ADRs. Parte-se de uma pesquisa com 38 empresas no período de 2010 a 2015. Foi empregada a modelagem estatística de regressão com dados em painel pelo modelo dos Efeitos Aleatórios com Erros-Padrão Robustos Clusterizados. Os resultados da pesquisa indicam que o desempenho financeiro tem a capacidade de influenciar na remuneração dos executivos. A maior implicação do estudo está na não significância da variável risco operacional e do seu efeito negativo na remuneração dos executivos. Contribuindo assim, para a pluralidade de cenários que já permeiam a questão estudada neste trabalho. Como resposta, espera-se maior atenção dos pesquisadores quanto à adoção e mensuração de variáveis pertencentes a um sistema social. Uma vez que, utilizando os dados de arquivos para determinar a influência dos riscos operacionais na remuneração dos executivos é talvez mais adivinhação do que ciência. A pesquisa ainda demonstra a necessidade de integração do desempenho financeiro e dos riscos operacionais na estruturação do sistema de remuneração de executivos, uma vez que todas essas construções conceituais da atualidade são concebidas para não serem medidas puras das variáveis, mas sim, para desenvolver insights no que concerne a geração de conhecimento. É valido destacar que, não se busca com o avanço da pesquisa, homogeneizar a triangulação remuneração - desempenho – risco, mas sim evoluir e contribuir para a ascensão da prática juntamente com os profissionais de mercado, professores, pesquisadores e discentes.

Palavras-chave


Remuneração de Executivos. Desempenho Financeiro. Riscos Operacionais.

Texto completo:

PDF