Belt and Road Initiative e as implicações geoeconômicas para o Brasil

Autores

Resumo

Resumo

No século 21, a China passou por ciclos de transformações internas e externas e, a partir de 2013, o projeto Belt and Road Initiative vem desempenhando um papel de destaque. Concomitantemente a esse processo, o gigante asiático se aproxima de regiões como a América Latina, ocupando espaços geopolíticos e geoeconômicos. A partir desse novo contexto internacional, o objetivo deste artigo é investigar os desafios e oportunidades para o Brasil a partir de uma perspectiva de inclusão complementar da região neste projeto global. Como hipótese central, pretende-se ratificar que a globalização chinesa institucionalizada aumentaria as relações comerciais, os investimentos e o financiamento, alavancando tanto a infraestrutura quanto a capacidade de produção e escoamento do Brasil. Com a utilização de métodos mistos e sob as perspectivas teóricas da Nova Economia do Projetamento e da Geoeconomia Híbrida, a inclusão da América Latina na estratégia global chinesa traria desafios para o Brasil no cenário internacional.

Palavras-chave: Belt and Road Initiative; Relações sino-brasileiras; Nova Economia do Projetamento; Geoeconomia híbrida; Globalização institucionalizada chinesa.

Códigos JEL: O1, O2, F5.

Downloads

Publicado

2023-03-02

Como Citar

RODRIGUES, B. S. Belt and Road Initiative e as implicações geoeconômicas para o Brasil. Nova Economia, [S. l.], v. 32, n. 3, 2023. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/7346. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Números Regulares