Efeito-China no valor adicionado e no comércio em Cadeias Globais de Valor

Autores

Resumo

Resumo

No contexto das Cadeias Globais de Valor (CGV), este artigo tem o objetivo de demonstrar os impactos da economia chinesa no comércio internacional e na distribuição do valor adicionado (VA) mundial, no século XXI. Para isso, primeiramente, foi discutida a evolução da literatura sobre as formas de mensurar o valor do comércio que melhor reflete a dinâmica contemporânea das CGV. Em segundo lugar, foi aplicada a decomposição de Borin e Mancini (2017) nos dados da World Input_Output Database (WIOD) no período 2000-2014. O artigo contribui para a literatura ao apresentar a evolução da metodologia sobre o tema, assim como, ao demonstrar as mudanças estruturais que o crescimento chinês provocou na fragmentação produtiva em CGV e na distribuição do VA mundial em termos setoriais. Destaca-se, ainda, que os dados convergem para a literatura prévia, que sugere um reequilíbrio do crescimento chinês e um processo substituição de importações do país.

Palavras-chave: comércio internacional, exportações em valor adicionado, Cadeias Globais de Valor, fragmentação produtiva, China.

Códigos JEL: F1, F12, F14.

Downloads

Publicado

2021-12-07

Como Citar

BLACK, C. Efeito-China no valor adicionado e no comércio em Cadeias Globais de Valor. Nova Economia, [S. l.], v. 31, n. 2, p. 381-413, 2021. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/6454. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Números Regulares