Desigualdade salarial e composição do emprego no Brasil: uma estimação VEC para o período 2004-2019

Autores

Resumo

Resumo

Durante a primeira década do século 21, a economia brasileira se destacou por conciliar crescimento com redução da desigualdade de renda. Para melhor compreender esse processo de crescimento, proponho estudar a dinâmica da estrutura do emprego e da desigualdade salarial do Brasil naquele período partindo da hipótese de que houve um movimento circular cumulativo em que a redução da desigualdade, mudanças na composição do emprego e o crescimento reforçaram-se mutuamente. Testando econometricamente a existência desse mecanismo cumulativo para o Brasil para os anos de 2004-2019, concluo que a composição do emprego e a desigualdade salarial estão mutuamente relacionadas. Os resultados destacam as lacunas de pesquisa existentes na compreensão das relações entre desigualdade salarial e composição do emprego e caminhos para pesquisas futuras.

 Palavras-chave: crescimento, distribuição, desigualdade salarial, composição do emprego

Códigos JEL: E12, E24, C32

Downloads

Publicado

2021-12-07

Como Citar

BRENCK, C. Z. Desigualdade salarial e composição do emprego no Brasil: uma estimação VEC para o período 2004-2019. Nova Economia, [S. l.], v. 31, n. 2, p. 345-380, 2021. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/6113. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Números Regulares