A iniciativa BRICS e a China: entre a emergência e a irrelevância

Autores

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar os BRICS a partir de uma perspectiva crítica. O trabalho começa apresentando o surgimento dos BRICS como uma “formação econômica e política”, segundo as teorias tradicionais das RIs e da EPI. As questões principais são: os BRICS desafiam a ordem liberal Ocidental? De que maneira essa transformação afeta o desenvolvimento e a inserção global dos países periféricos? A nossa hipótese é que o processo de fortalecimento institucional de los BRICS e a possibilidade de expansão para um BRICS plus não é um acontecimento isolado. Isto é, não se pode interpretar os BRICS sem levar em consideração o papel de liderança da China no estabelicimento de novas instituições globais, que implicam em mudanças na hegemonía global

Palavras-Chave BRICS; potências emergentes; China; relações internacionais; hegemonia

Publicado

2019-10-11

Como Citar

VADELL, J. A. A iniciativa BRICS e a China: entre a emergência e a irrelevância. Nova Economia, [S. l.], v. 29, n. 2, p. 401-248, 2019. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/5410. Acesso em: 23 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares