Mapeamento dos países nas Cadeias Globais de Valor: uma análise dos fluxos de comércio e de renda de propriedade intelectual

Autores

Resumo

Este artigo visa mapear a participação dos países nas Cadeias Globais de Valor (CGV) simultaneamente ao comportamento dos fluxos comerciais e de renda de pagamento pelo uso de propriedade intelectual numa abordagem empírica pioneira na literatura referente às cadeias de valor envolvendo variáveis tecnológicas. Para isso, analisaram-se a participação dos países nas cadeias e o padrão das variações dos saldos comerciais e de renda de pagamento pelo uso de propriedade intelectual. O mapeamento foi feito com 41 países entre 1995 e 2011, utilizando cinco indicadores que captaram características inerentes à participação nesse processo. Diante da quantidade de informação, utilizou-se análise de clusters, identificando-se que os países que mais aumentaram sua participação nas cadeias apresentaram geralmente piora na conta de renda de pagamento pelo uso de propriedade intelectual, frequentemente acompanhada por melhora na balança comercial. O resultado obtido com a metodologia converge para a discussão recente de maior participação dos países em desenvolvimento nas CGVs ser acompanhada de maior dependência tecnológica externa.

Downloads

Publicado

2020-10-04

Como Citar

CORRÊA, L. M.; PINTO, E. C.; CASTILHO, M. dos R. Mapeamento dos países nas Cadeias Globais de Valor: uma análise dos fluxos de comércio e de renda de propriedade intelectual. Nova Economia, [S. l.], v. 30, n. 2, p. 355-382, 2020. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/4995. Acesso em: 27 out. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares