Eficiência coletiva em arranjos produtivos locais industriais: comentando o conceito

Autores

  • Fabio Stefano Erber

Palavras-chave:

arranjos produtivos locais,

Resumo

Arranjos produtivos locais (APLs), caracterizados como aglomerações territoriais de agentes econômicos, políticos e sociais, que têm foco em um conjunto específico de atividades econômicas e que apresentam vínculos entre si, vêm ganhando importância crescente como objeto de estudo acadêmico e de políticas públicas. Parte dessa atenção deriva da hipótese que essas aglomerações possibilitam ganhos de eficiência que os agentes que as compõem não podem atingir individualmente – ou seja, que nelas está presente uma “eficiência coletiva” que confere às aglomerações uma vantagem competitiva específica. Baseando-se na literatura sobre APLs industriais,este artigo comenta a base analítica desta “eficiência coletiva”, fundada em“economias externas locais” e “ação conjunta”. Os dois fundamentos e os resultados da eficiência coletiva em termos de vantagens competitivas são discutidos em seções separadas, ficando a seção conclusiva reservada às implicações da análise precedente para a política econômica.

Downloads

Publicado

2009-06-05

Como Citar

ERBER, F. S. Eficiência coletiva em arranjos produtivos locais industriais: comentando o conceito. Nova Economia, [S. l.], v. 18, n. 1, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/496. Acesso em: 28 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares