Mudanças no padrão de uso da mão-de-obra no Brasil entre 1949 e 2010

Autores

  • Duilio de Avila Bêrni

Palavras-chave:

emprego, matriz de

Resumo

A evolução do emprego setorial no Brasil entre 1949 e 2010 foi estudada por meio da análise estrutural por decomposições do modelo de insumo-produto. Utilizaram-se cifras convencionais das matrizes decenais de 1959/2000 e valores referentes a 1949 e 2010, estes últimos obtidos com a aplicação do Método Delphi. Identificando como setor virtuoso aquele cuja produtividade do trabalho eleva-se simultaneamente ao crescimento do emprego, apenas a transformação de bens de produção e os serviços foram assim classificados, sob a perspectiva de todo o período estudado. Para os subperíodos, verificou-se a ocorrência dessa virtuosidade setorial em alguns casos, concentrada principalmente nos anos de 1949 a 1970. No período 1970-1980, nenhum setor exibiu simultaneamente os atributos do crescimento simultâneo do emprego e da produtividade do trabalho.

Downloads

Publicado

2009-06-04

Como Citar

BÊRNI, D. de A. Mudanças no padrão de uso da mão-de-obra no Brasil entre 1949 e 2010. Nova Economia, [S. l.], v. 16, n. 1, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/465. Acesso em: 24 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares