Padrões de concentração regional da indústria de transformação brasileira

Autores

Palavras-chave:

Concentração geográfica, Indústria de transformação e Índice de aglomeração.

Resumo

O presente estudo analisa mudanças nos padrões de concentração regional da indústria de transformação brasileira em período recente (2007-2014). Por meio de uma função densidade F_\gamma\ estimada a partir do índice de aglomeração Ellison-Glaeser, constatou-se que a indústria brasileira enfrenta um processo de desconcentração geográfica que evolui rapidamente, em torno de 2,7% ao ano, mas com intensidade variada entre setores e macrorregiões brasileiras. Assim, verifica-se um processo mais acelerado nas regiões Norte e Nordeste, menos nas regiões Sul e Sudeste e estagnado na região Centro-Oeste, o que acentuou o processo de disparidade regional. As mudanças mais impactantes ocorreram no Norte e resultaram do fraco desempenho das indústrias de bens de capital e de bens duráveis, concentradas na Zona Franca de Manaus. No Sul, a desconcentração geográfica ocorre de forma lenta e equilibrada entre setores da indústria de transformação.

Downloads

Publicado

2020-10-04

Como Citar

SILVA, A. L. F. e .; DINIZ, M. B. Padrões de concentração regional da indústria de transformação brasileira. Nova Economia, [S. l.], v. 30, n. 2, p. 407-454, 2020. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/4457. Acesso em: 26 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)