Tecnologia, distribuição de renda e implicações para o crescimento: algumas notas sobre a visão da Cepal nas décadas de 1970 e 80

Autores

  • Angela Welters

Palavras-chave:

CEPAL, distribuição de renda, tecnologia, crescimento econômico.

Resumo

Este artigo discute de que maneira Prebisch e Fajnzylber, dois autores representativos do pensamento cepalino, interpretaram a crise do padrão de industrialização vivida pelas economias latino-americanas a partir de meados dos anos setenta (OU dos anos 1970). O foco do trabalho é o papel da tecnologia e da distribuição de renda no crescimento, variáveis que têm papel significativo na configuração da crise. O trabalho compara as idéias dos dois autores nesse âmbito e resgata a crítica de tradição cepalina aos resultados do processo de industrialização substitutiva em meados dos anos 1970 e 1980. Argumenta-se que, mesmo pertencendo a uma mesma tradição teórica, existe uma diferença chave na forma em que os dois autores visualizam a viabilidade do capitalismo periférico.

Downloads

Publicado

2009-06-01

Como Citar

WELTERS, A. Tecnologia, distribuição de renda e implicações para o crescimento: algumas notas sobre a visão da Cepal nas décadas de 1970 e 80. Nova Economia, [S. l.], v. 14, n. 2, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/433. Acesso em: 27 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares