Retomando a questão do início da historiografia econômica no Brasil

Autores

  • Tamás Szmrecsányi

Palavras-chave:

historiografia econômica, origens, pioneiros, fatores condicionantes.

Resumo

A publicação em 2001 da tese de doutorado até então inédita de Celso Furtado, defendida em 1948 na Universidade de Paris, e os dois primeiros artigos do número II.2 (1999) da revista História Econômica & História de Empresas recolocaram em novas bases a discussão do período formativo da historiografia econômica em nosso país. Situando esse período entre os anos de 1929 e 1959, pretende-se por meio deste trabalho reconstituir o processo e assinalar seus principais marcos temáticos, privilegiando na análise a atuação e os trabalhos de Roberto Simonsen, Caio Prado Jr., Alice Canabrava, além do próprio Celso Furtado. Procurar-se-á identificar e caracterizar seus principais fatores condicionantes, bem como suas conseqüências para a conformação atual de nossa disciplina.

Downloads

Publicado

2009-06-01

Como Citar

SZMRECSÁNYI, T. Retomando a questão do início da historiografia econômica no Brasil. Nova Economia, [S. l.], v. 14, n. 1, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/423. Acesso em: 24 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares